'A melhor ponte entre desespero e esperança é uma boa noite de sono.' Joseph Cossman

Sonambulismo - O que é? Como acontece? O que fazer?

Capa post - Sonambulismo - O que é? Como acontece? O que fazer?

Texto: Postado em Curiosidades e Distúrbios do sono por Mateus no dia 30 de Agosto de 2018 .

Observar uma pessoa sonâmbula nutre a curiosidade e o assombro de qualquer espectador. Dito mistério, retratado em filmes, pode ser a ação necessária para que um personagem, sem prestar explicações, dê à história um desfecho genial - o suspense se torna mais envolvente e a comédia provoca mais gargalhadas. Longe dos palcos, senhoras e senhores, o sonambulismo não deve ser visto como um mero entretenimento...

O assunto é sério. Em casos reais, este distúrbio é capaz de provocar situações inusitadas, que envolvam pequenos acidentes ou até fatalidades. Seguindo nossas informações, esperamos que o sonambulismo não seja mais motivo de preocupação, caro leitor, pois nas próximas linhas apresentaremos sua melhor definição e responderemos perguntas baseadas em dúvidas comuns. Outras considerações também aguardam a devida atenção. Boa leitura!

1 - O que é o sonambulismo?

O sonambulismo é um distúrbio comportamental que se manifesta durante o sono. O referido transtorno também recebe o nome de Hipnofrenose. Seu portador pode desocupar a cama e sair andando ou expressar outros comportamentos inusitados, ainda que esteja dormindo profundamente.

Constata-se que esta inquietação é mais comum em crianças do que em adultos. Na maioria das vezes, durante este episódio, não é fácil despertar os sonâmbulos e, acontecido isto, quase todos não se recordam daquilo que faziam à medida que, com os olhos fechados, davam passos arriscados dentro de casa.

Ao imaginarmos uma pessoa sonâmbula em ação, nós a desenhamos tal qual a imagem mais costumeira que há: olhos fechados, braços erguidos à altura do ombro e pés desenfreados. Porém, em certos casos, alguns sonâmbulos sentam na cama e apenas olham o que está ao redor. Outros, completamente alheios àquilo fazem, podem sair de casa e avançar quilômetros com as mãos no volante.

Dados [1] afirmam que 1% - 15% da população sofrem de sonambulismo. Em geral, pode-se dizer que o sonambulismo não está associado a uma condição psiquiátrica nem psicológica que seja, digamos, significativamente subjacente. Este transtorno também pode ter início ou persistência na fase adulta.

2 - O que pode gerar o sonambulismo?

Aqui, apontamos alguns fatores que desencadeiam o sonambulismo, e são eles:

  • Privação do sono
  • Agentes sedativos
  • Consumo de álcool
  • Horários irregulares para deitar e acordar
  • Doenças febris
  • Determinados medicamentos

3 - Sonambulismo na infância

Quando presente na infância, o sonambulismo deve ser tratado como um assunto mais delicado. Seu prevalecimento é maior nos primeiros anos de vida, principalmente em crianças de 3 a 7 anos de idade. Estima-se - conforme a National Sleep Foundation’s – que 1% das crianças que estão em idade pré-escolar e 2% que estão em idade escolar desocupam a cama enquanto dorme mais de uma vez por semana. O sonambulismo costuma acontecer em crianças portadoras de:

  • Apneia do sono
  • Enurese noturna
  • Terrores noturnos

A formação genética também pode ser um aspecto que contribui para o sonambulismo. Estudiosos [3] afirmam que se um dos pais for sonâmbulo, o filho terá 45% de chance de desenvolver o sonambulismo. Caso este transtorno afete ambos os pais, então o filho terá 60% de chance.

4 - Sintomas

O sonambulismo, de acordo com as etapas do sono, tem início na fase mais profunda. Entretanto, este distúrbio pode manifestar seus sinais nos estágios iniciais, ou seja, pouquíssimas horas após deitar-se, não descartando a possibilidade de o sonâmbulo já expressar enorme inquietação. Na maioria das vezes, a pessoa sonâmbula externa os seguintes comportamentos:

  • Após acordar, ela tem poucas (ou nenhuma) recordações daquilo que aconteceu durante o transtorno.
  • Urinar no guarda-roupa (este sintoma é mais comum em crianças).
  • Dificuldade para despertar.
  • Falar ao longo do sono.
  • Dar gritos (isto, aliás, condiz com uma ligação entre o terror noturno e o sonambulismo).
  • Manifestar atitudes agressivas.

5 - Tratamento

Infelizmente, não há um tratamento específico para o sonambulismo. Caso você tenha um dos sintomas mencionados no último tópico, é recomendável mencioná-los ao profissional responsável pela sua saúde. Ele estudará seu caso, e é bem provável que lhe recomende um especialista em sono. Conforme esta segunda opção, a causa de seu sonambulismo poderá ser descoberta, apontando a existência de uma doença subjacente, por exemplo.

Pessoas sonâmbulas, em determinadas situações, encontram a cura ao pôr em prática a higiene do sono.

6 - Outros tratamentos

A hipnose também é um dos tratamentos mais utilizados pelo público adulto. Ainda que, por descrença, muitos não deem credibilidade a este método, ele foi capaz de curar diversas pessoas. Alguns medicamentos também servem como tratamento, a citar sedativo-hipnóticos ou até mesmo antidepressivos.

Em relação à infância, apesar de o sonambulismo ser um fator comum, isto pode diminuir com o tempo. Se o sintoma persistir durante a adolescência, recomendamos consultar um médico ou psiquiatra.

7 - Dicas práticas contra o sonambulismo

Em primeiro lugar, lembre-se: a falta de sono contribui para o sonambulismo. Deve-se, então, programar atenciosamente uma rotina antes de dormir. Trata-se de um conselho recomendado por especialistas. Ao colocá-lo em prática, você não combaterá apenas o sonambulismo, como também eliminará a insônia. Clicando aqui você terá acesso a um excelente artigo sobre como manter uma rotina para dormir.

8 - Como lidar com sonâmbulos?

Se você ou seu filho tem sonambulismo, é imprescindível combater este problema a partir de etapas básicas, como o próprio quarto. Dele, retire objetos que possam causar lesões, tropeços ou maiores acidentes. Assim, você até poderá dar uma repaginada no dormitório, deixando-o mais aconchegante e, é claro, favorecendo os momentos de relaxamento antes de dormir. Que tal?

Caso seu filho sofra de sonambulismo, certamente o quarto dele necessitará de adaptações especiais; (1) remova os objetos frágeis, cortantes e pontudos, (2) coloque trava nas portas, (3) cubra as janelas com rede de proteção e não se esqueça de trancá-las à noite, (4) travar as portas também é fundamental, ainda mais se uma delas oferece acesso a uma escada, (5) não o coloque para dormir em um beliche, pois sua queda pode gerar consequências dolorosas. Todo cuidado é indispensável.

Talvez você já tenha se perguntado o que fazer ao flagrar um sonâmbulo caminhando. Pois bem, o procedimento é muito simples. Basta aproximar-se dele e, delicadamente, conduzi-lo de volta para a cama. Fácil, não?

9 - Podemos despertar um sonâmbulo?

Sim, é permitido acordar um sonâmbulo durante o transtorno. A pergunta, que serve de título a este tópico, tem mais a ver com mitos e verdades. Quem tem esta dúvida sempre acreditou que despertar um sonâmbulo poderia levá-lo ao falecimento súbito, como reza a lenda contada por nossos avós. Pessoas que viveram em décadas passadas também criam que acordar um sonâmbulo poderia lhe causar gagueira. Só rindo...

A título de curiosidade, mais um detalhe: ao despertarmos uma pessoa sonâmbula, certamente ela terá uma reação chamada “despertar confusional”, de maneira que pode exprimir um comportamento meio agressivo ou debater-se porque se sentirá desorientada. Sempre busque ser cuidadoso ao despertá-la.

Referência bibliográfica:
[1]https://sleepfoundation.org/sleep-disorders-problems/abnormal-sleep-behaviors/sleepwalking
[2] https://www.youtube.com/watch?v=AF5wc4ASsu8
[3] https://www.youtube.com/watch?v=R9so7kmYS5A

Comentários

Leia também...

15 Mitos sobre o sono revelados

Por mais de 2.500 anos, o sono vem sendo estudado e, mesmo assim, sabemos muito pouco sobre suas razões, causas e efeitos. Apenas no século passado cientistas começaram a estudar afundo sobre a psicologia do sono. Em 1928, a eletroencefalografia (EEG) foi usada pela primeira vez para gravar a atividade cerebral durante o sono. Mais recentemente, a ressonância magné... Leia o artigo »

09/02/2014

A cor do quarto pode afetar o sono?

Talvez você não perceba, mas detalhes acima de qualquer suspeita podem ser a causa de sua insônia. Por um instante, pare e observe cada item presente em seu quarto. Prateleiras, quadros, mesa... A cor da parede, por exemplo, pode ter algo a nos revelar, e por essa razão questionamos: a cor do quarto pode afetar o sono? Ficou curioso? Então, convidamos você pa... Leia o artigo »

15/01/2019

Maconha ajuda a dormir?

“Eu sempre encontro pacientes que relatam o uso frequente de maconha para dormir”, diz John Cline, psicólogo clínico. Muitos juram que a maconha ajuda a relaxar e a dormir. Nos EUA, clínicas de saúde mental estão cientes que diversos de seus pacientes usam cannabis para dormir, e também parece que pacientes com insônia também ... Leia o artigo »

17/02/2014

Inemuri - Curiosa arte japonesa do sono

Dormir não é apenas uma necessidade fisiológica. Dormir também pode ser uma arte. Assim é para os japoneses, mestres em uma prática chamada inemuri. Você a conhece? Caso ainda não, eis uma ótima razão para conferir mais um de nossos artigos. Aqui, você conhecerá a definição desta arte nip&ocir... Leia o artigo »

08/03/2019

7 Dicas para dormir bem durante viagens

À medida que planejamos uma viagem, nós nos deparamos com uma série de prioridades, seja escolher um bom hotel, seja traçar um roteiro de visitas – até aqui, tudo bem! No entanto, existe uma questão importante que às vezes não recebe a devida atenção: como dormir bem durante uma viagem? É o que trataremos nas pr&oac... Leia o artigo »

29/05/2019