'A pior coisa é tentar dormir e não conseguir.' F. Scott Fitzgerald

8 Problemas que podem causar o suor noturno

Médicos escutam com frequência alguns pacientes reclamarem de suor noturno, isso se refere ao suor excessivo durante a noite, enquanto dormem.

Se você dorme num quarto quente ou tem o costume de dormir com muitas roupas, é possível que esse suor noturno seja normal. Mas quem tem problema com suor enquanto dorme, geralmente é tanto que chegam a molhar os lençóis, as roupas, o travesseiro e não estão relacionados ao ambiente quente.

Existem diferentes causas para o suor noturno. Para descobrir o problema, um médico deve ter detalhes do seu histórico médico e fazer testes para decidir se existe uma condição médica associada ao suor. Algumas causas comuns são:

1 – Menopausa

As ondas de calor que ocorrem durante a menopausa podem também causar a sudorese durante a noite. Em mulheres, essa é uma causa comum do suor noturno.

Atualização 28/Março/2017: Um estudo recente foi publicado no mês passado com o objetivo de avaliar o uso da valeriana como erva fitoestrogênica em mulheres entre 45 e 55 anos com menopausa que sofrem com ondas de calor. No estudo havia dois grupos de mulheres, um grupo recebeu 530mg de valeriana duas vezes ao dia e outro grupo recebeu 530mg de placebo, também duas vezes. Após 2 meses, a frequência das ondas de calor em mulheres que tomaram a valeriana foi significativamente menor.

O uso de valeriana na menopausa já é conhecido e indicado entre diversos profissionais de saúde. Fale com seu médico sobre o assunto e evite tomar por conta própria. Estranhe também de valerianas baratas, o extrato costuma ser bem mais caro.

2 – Hiperidrose

A hiperidrose idiopática também é uma condição no qual o corpo produz muito suor cronicamente.

3 – Tuberculose

A tuberculose também é um problema associado aos suores noturnos.

4 – Infecções

Infecções bacterianas como endocardite (inflamação das válvulas do coração) e osteomielite (inflamação nos ossos) podem causar suores noturnos excessivos.

5 – Medicamentos

Existem alguns medicamentos que pode causar sudorese noturna. Os antidepressivos são medicamentos comuns que podem causar o problema. É estimado que de 8% à 22% das pessoas que tomam antidepressivos tem suores noturnos.

Outros medicamentos psiquiátricos bem como medicamentos para febre tais como aspirina e paracetamol às vezes pode levar a transpiração.

6 – Hipoglicemia

A hipoglicemia que é caracterizada pela baixa concentração de glicose no sangue também pode causar suor noturno.

7 – Hormônios

O suor noturno também pode ser causado por distúrbios hormonais como feocromocitoma, síndrome carcinóide e hipertireoidismo.

8 – Condições neurológicas

Condições neurológicas como disreflexia autonômica, siringomielia pós-traumática, acidente vascular cerebral e neuropatia autonômica podem causar aumento da transpiração e isso pode levar a sudorese noturna.

Dicas para dormir bem no calor

Atualização 13/Janeiro/2017: Para quem tem suor noturno, queremos indicar a leitura do post '19 Dicas para dormir bem no calor' que também pode ser de grande ajuda.

Postado em Diversos no dia 02 de Maio de 2015 e última atualização dia 28 de Março de 2017

Comentários

Leia também...

Faz mal dormir com fones de ouvido?

As pessoas experimentam usar fones de ouvido para dormir por diversos motivos, pode ser para se acalmar e relaxar com uma música tranquila ou para bloquear barulhos externos que não deixam a pessoa pegar no sono. O problema é que dormir com fones de ouvido não é muito confortável, principalmente se você estiver usando aqueles modelos que tampam toda ... Leia o artigo »

16/02/2014

O que são nootrópicos - Mini guia de introdução para iniciantes

Sendo uma loja e um blog especializada em produtos para dormir e dar dicas sobre dormir melhor, nunca foi a intenção do Dorminhoco falar sobre nootrópicos, porém, muitos dos produtos vendidos na nossa área de suplementos além de servirem para ajudar a dormir, servem também para uso como nootrópicos. Pensando nisso, resolvi escrever essa intro... Leia o artigo »

04/05/2016

Dirigindo com sono - Riscos e prevenções

São os primeiros instantes da madrugada. Você está dirigindo há quase duas horas. Sente-se incomodado, não sabe se é sono ou cansaço, porém decide seguir viagem. Contra o mal-estar, ajeita-se no banco, liga o rádio e masca um chiclete. Suas pálpebras pesam: você reluta e, marcando o compasso da música com os dedos, t... Leia o artigo »

16/04/2018