'A melhor ponte entre desespero e esperança é uma boa noite de sono.' Joseph Cossman

Menopausa e Problemas para Dormir

O corpo humano experimenta uma série de mudanças conforme suas etapas naturais - fato. Homens e mulheres possuem fases distintas, e uma delas é a menopausa: alteração fisiológica presente no organismo feminino. Esta transformação gera certas dificuldades, visto que uma delas - e não são poucas! - é a próprio insônia.

Neste artigo, definiremos o que é a menopausa, suas consequências para a saúde e a razão pela qual ela atrapalha o sono. Contudo, apresentaremos a vocês, prezadas leitoras, conselhos que lhes ajudarão a dormir bem durante esta fase.

Boa leitura!

1 - O que é a menopausa?

Em princípio, a menopausa é uma reação fisiológica dentro do normal. Ela acontece à medida que a mulher envelhece. Pode-se dizer que a menopausa é o período de doze meses em que a mulher, acima ou antes dos quarenta anos, não menstrua.

Mas, em detalhes, o que acontece com o corpo feminino? Há uma série de mudanças físicas, hormonais e emocionais, e os ovários são o grande responsável por isto.

Os ovários começam a produzir, em quantidade baixa, hormônios considerados importantes, a mencionar o estrogênio e a progesterona. À proporção que os níveis hormonais diminuem, os sintomas da menopausa se manifestam. Os sintomas podem oscilar de mulher para mulher. Umas os sentem de modo significativo; outras, nem tanto...

Dentre os sintomas, podemos mencionar: sudorese, falta de libido, irritabilidade... e, é claro, a indesejável insônia!

2 - Por que a menopausa causa insônia?

O ciclo do sono pode ser afetado a partir de três causas diferentes durante a menopausa. São elas:

2.1 - Mudança hormonal

Nesta fase, como dito acima, existe uma diminuição quanto ao nível de estrogênio e progesterona. Em consequência, pode haver uma mudança no estilo de vida, levando mais em conta alterações na qualidade do sono. Isto, aliás, acontece porque o hormônio progesterona atua quanto ao estímulo de sono. Digamos que se um corpo experimenta a diminuição destes hormônios, provavelmente será difícil adormecer e manter-se em sono profundo e constante.

2.2 - Suor noturno

O suor noturno é um dos sintomas mais comuns relacionados à menopausa. Conforme haja alterações nos níveis hormonais, o corpo agirá como se sentisse grandes variações em sua própria temperatura, a sentir, por ora, muito calor ou frio entre intervalos curtos. Trata-se de um sintoma que leva inquietação à mulher, que possivelmente atrapalhará o repouso noturno de seu companheiro.

2.3 - Medicamento

O ciclo do sono também pode ser afetado pelos efeitos secundários de algum medicamento ou suplemento. Neste ponto, além das mulheres que estão passando pela menopausa, qualquer pessoa está sujeita à insônia em virtude do consumo de determinados remédios. Aconselhamos, antes do consumo, conhecer mais sobre os possíveis efeitos colaterais oferecidos por medicamentos receitados ou de venda livre.

3 - Insônia e menopausa: como tratar?

Se a menopausa é a causa de sua insônia, reequilibrar os níveis hormonais pode proporcionar uma melhora significativa. Para isto, pode-se optar pelos seguintes tratamentos:

  • Terapia de reposição hormonal. Esta terapia tem a capacidade de complementar os níveis de estrogênio, ainda que haja diminuição durante o período de perimenopausa e menopausa.

Outras formas de tratamento:

  • Controle de natalidade em doses baixas. Isto significa que uma única dose baixa pode estabilizar os níveis hormonais, de sorte que pode diminuir a insônia.
  • Antidepressivos em doses baixas. É possível dizer que os medicamentos que alteram as substâncias químicas do cérebro podem, de certo modo, dar estímulo ao sono.
  • Consumo de melatonina. A melatonina, por sua vez, é um hormônio que ajuda a controlar o ciclo sono-vigília. Neste trecho, nos referimos a uma opção útil às pessoas que desejam restaurar o ciclo do sono.
  • Acupuntura ou Shiatsu. O Shiatsu é realizado em áreas de pressão, mas não se utiliza agulhas. Este método se baseia em estudos orientais voltados para a energia do corpo e como elas fluem. A ioga também é outra opção válida; exercitar-se e relaxar melhora a concentração em si e traz calma.

4 - Considerações finais

Se durante a menopausa não houver o devido tratamento contra a insônia, esta desagradável condição terá maior durabilidade, prolongando-se por semanas ou até meses. É importante recorrer ao profissional responsável pela sua saúde. Ele esclarecerá suas dúvidas e irá sugerir o tratamento mais adequado.

Algumas dicas breve e práticas que ajudarão a aliviar os sintomas da menopausa:

  • Respeite os momentos de descanso. Busque relaxar, e se neste momento você sentir sonolência, tire um cochilo rápido - 30 minutos, no máximo! Não cochile com frequência e, caso o faça, que não seja por muito tempo, senão sua insônia ganhará maior proporção.
  • Beba bastante água! A água é fundamental para manter seu nível de energia natural. Hidrate-se todos os dias!
  • Dê sempre atenção ao seu corpo e, é claro, aos seus sinais, pois seu relógio biológico
    muda à medida que a terceira idade vai chegando. Busque sintonizar o ciclo sono-vigília
    às suas necessidades e tarefas cotidianas.
Referência bibliográfica:
[1] https://www.youtube.com/watch?v=EeEi2jVvwnc
[2] https://www.webmd.com/menopause/guide/menopause-basics#1
[3] https://www.healthline.com/health/menopause/menopause-and-insomnia#connection
[4] https://www.sleepfoundation.org/ask-the-expert/menopause-and-insomnia

Postado em Dicas e Distúrbios do sono no dia 02 de Novembro de 2018

Comentários

Leia também...

Menopausa e Problemas para Dormir

O corpo humano experimenta uma série de mudanças conforme suas etapas naturais - fato. Homens e mulheres possuem fases distintas, e uma delas é a menopausa: alteração fisiológica presente no organismo feminino. Esta transformação gera certas dificuldades, visto que uma delas - e não são poucas! - é a próprio ins&oc... Leia o artigo »

02/11/2018

Quantas horas devemos dormir? Saiba porque essa é a pergunta errada

O que importa não é o número de horas na cama, mas sim, a qualidade do tempo de sono. Se você dorme durante longas horas e, mesmo assim, tem dificuldades para acordar e se manter alerta pelo resto do dia, talvez não esteja usufruindo suficientemente dos diferentes estágios do sono.  Cada estágio no ciclo do sono oferece diferentes... Leia o artigo »

10/02/2015

8 Dicas para dormir melhor durante a gravidez

Observando a gravidez e suas singulares etapas, testemunhamos o quanto a natureza é perfeita. O corpo feminino passa por mudanças, exigindo novos ajustes no estilo de vida: há uma alimentação mais saudável, há mais visitas ao médico, há mais cuidados em relação à higiene pessoal etc. Entre idas e vindas, a incluir ... Leia o artigo »

23/04/2018