'Que os seus sonhos te levem cada vez mais longe.' Dorminhoco.com

Falta de sono pode afetar a economia de um país

Capa post - Falta de sono pode afetar a economia de um país

Texto: Postado em Estudos por Caio Cesar no dia 26 de Junho de 2019 .

Dormir mal pode ser considerado um problema que atinge a saúde pública. Segundo fontes científicas [1], um em cada três adultos sofre de insônia em todo o mundo. A revista SLEEP divulgou um estudo feito pela Universidade de Oxford Press, que destaca uma relação muito próxima entre a insônia e um possível impacto negativo gerado na economia.

Pesquisas realizadas há alguns anos revelaram que queixas ligadas a noites mal dormidas era algo comum. Em outras palavras, entre 20% - 30% dos participantes das pesquisas reclamaram noites melhores de sono. Estes indivíduos pertenciam a países ocidentais. Contudo, investigações recentes apontam um número crescente de pessoas que ainda passam por noites em claro.

Cerca de 35% dos adultos, que vivem nos EUA, não aproveitam as sete horas recomendadas de sono; aproximadamente 30% dos canadenses dizem não dormir o suficiente; quase 37% das pessoas que vivem no Reino Unido afirmam dormir mal; 28% dos singapurianos e 26% dos franceses confessam ter uma péssima rotina de sono.

Os estudiosos responsáveis pela referida pesquisa buscaram medir as consequências econômicas relacionadas ao sono mal aproveitado. Constatou-se, por parte dos trabalhadores, um estado de alerta diurno prejudicado, estendendo-se por quase todos os dias da semana. Em seguida, os pesquisadores analisaram o resultado dos custos financeiros que eram revelados por dados nacionais.

São custos que envolvem a parte financeira ligada à atenção médica, além da perda de produtividade e outros custos nacionais que têm tudo a ver com a falta de bem-estar. 

Referência bibliográfica:
[1] https://www.sciencedaily.com/releases/2018/06/180604093111.htm

 

Comentários

Leia também...

Por que dormimos mal na primeira noite em um novo lugar?

A chamada FNE (Fisrt Night Effect), em tradução livre seria “efeitos da primeira noite de sono”, faz parte da vida dos seres humanos desde o tempo das cavernas. Contudo, a ciência por trás desse comportamento permaneceu um mistério durante muito tempo. O FNE é tão comum que os especialistas do sono sempre descartam os dados colhidos na pr... Leia o artigo »

18/09/2018

Cientistas descobrem proteínas que regulam o sono

Um novo estudo relatado no Proceedings of National Academy of Sciences (PNAS) mostrou que uma única mutação numa proteína dos ratos tem grandes efeitos na forma como os ratos dormem e em seu estado de vigília. Esta pesquisa também poderia lançar luz sobre os mecanismos fisiológicos que regulam o sono em humanos. Neste estudo realizado por pes... Leia o artigo »

23/10/2018

Noite de sono ruim resulta em ganho de peso e perda muscular

Uma noite de sono mal dormida pode acarretar em consequências mais severas do que apenas o cansaço no dia seguinte. De acordo com um estudo promovido pelo Dr. Jonathan Cedernaes, da Universidade Feinberg, Chicago, quando os homens adultos abrem mão de uma noite de sono regular, seus corpos apresentam mudanças hormonais que promovem o ganho de peso e a perda muscular. No ... Leia o artigo »

20/09/2018

Pouco sono provoca solidão e rejeição social

Pesquisadores da Universidade da Califórnia, Berkeley, descobriram, através de estudos científicos, que as pessoas privadas de um tempo saudável de sono sentem-se mais solitárias e evitam se envolver socialmente com outras pessoas. O estudo também revela que esse comportamento alienante tem resultados ainda mais devastadores, uma vez que esses indiví... Leia o artigo »

11/09/2018

Insônia gera US$ 31 bilhões em prejuízos

Um novo estudo promovido indica que a insônia deu causa a 274,000 erros, o que causou um prejuízo de mais de US$31 bilhões devido à acidentes e erros no local de trabalho em um período de 12 meses. Os pesquisadores usaram dados da American Insomnia Survey (AIS), que consistiam em resultados de pesquisas telefônicas feitas em todo país com 10.094 ameri... Leia o artigo »

27/09/2018