'O sono é doce para o trabalhador.' John Bunyan

Passiflora - Um excelente calmante natural

Remédios naturais ganharam a confiança e a fidelidade de um público crescente. Para isso, cada qual tem lá seus motivos particulares, como a temida insônia, por exemplo. Neste caso, certamente o nome Passiflora soa familiar aos que, por fim, recorrem à natureza para livrar-se das noites em claro.

A Passiflora é uma planta que está presente na maioria dos remédios fitoterápicos. Talvez você mesmo, sem saber, a consumiu mais de uma vez – surpreso? Então, convidamos  para a leitura de mais um texto, onde apresentamos detalhes esclarecedores acerca desta incrível planta.

Boa leitura!

1 - O que é a Passiflora?

Muita gente não sabe, mas existem aproximadamente 500 espécies de Passiflora. Há aquelas que são exclusivas para uso medicinal, e a Passiflora incarnata é uma delas, apropriada para combater a insônia (ansiedade também).

Não é de hoje que esta planta é sinônimo tratamento medicinal. Desde muito tempo, índios já usavam a Passiflora para tratar furúnculos, dores de ouvido e problemas hepáticos. Mais: os exploradores espanhóis, vindos direto do Velho Mundo, aprenderam bastante sobre esta planta com os nativos peruanos.

Na Europa, também se usa a Passiflora incarnata como calmante natural e, curiosamente, seus frutos são usados para enriquecer o sabor de bebidas.

2 - Os principais benefícios da Passiflora

Fontes [1] nos revelam que ainda é necessário novos estudos para desvendar os benefícios da Passiflora incarnata. No entanto, outros tipos de Passiflora se mostram úteis para tratar problemas estomacais (esclarecer suas dúvidas ou pedir a sugestão de um médico gastrointestinal seria o recomendado). Vamos aos principais benefícios:

2.1 - Mente serena e tranquila

De acordo com os principais estudos, a Passiflora é uma sugestão válida para acalmar a mente – adeus, ansiedade! Ingeri-la pode aumentar o nível de Ácido gama-aminobutírico (GABA) no cérebro. Assim, há uma “redução” na atividade cerebral, proporcionado relaxamento e uma noite tranquila de sono.

Também é pertinente citar um ensaio, publicado na revista Phytotherapy Research, que relatou o seguinte: participantes tomaram doses diárias de um chá composto de ervas, incluindo a Passiflora púrpura. Aqueles que consumiram o chá relataram apresentar melhor qualidade de sono após sete dias. Os pesquisadores destacaram, como sugestão, o consumo de Passiflora púrpura para os adultos, visando regular leves distúrbios que podem prejudicar o sono.

Ainda em relação à ansiedade, a Passiflora púrpura pode proporcionar alívio. Determinado estudo, publicado no jornal científico Anesthesia and Analgesia, examinou os efeitos desta planta em pacientes que passariam por um processo cirúrgico. Eles, enfim, relataram menos ansiedade em comparação àqueles que ingeriram placebo.

2.2 - Alívio para o estômago

 Quando o assunto é problemas estomacais, outra espécie de Passiflora merece destaque, que é o Passiflora foetida, também chamado de maracujá-silvestre.

Certo estudo, publicado na revista Indian Journal of Pharmacology, cientista examinaram o potencial do P. foetida para tratar curar ulceras estomacais, além de também perceberem uma atuação antioxidante. Mais um estudo, desta vez pulicado em BioMed Research International, examinou a Passiflora serratodigitata. Com este Passiflora foi criado um extrato a partir de suas folhas e caules. Pode-se dizer que seu resultado foi positivo ao tratar úlceras em rato. No entanto, novos experimentos precisam ser realizados com seres humanos.

2.3 - Outras doenças e distúrbios

Embora faltem mais evidências científicas [2], acredita-se que a Passiflora pode tratar as seguintes enfermidades / distúrbios:

  • Queimaduras
  • Fibromialgia
  • Hemorroida
  • Arritmia
  • Câimbras musculares
  • Indigestão
  • Asma

3 - Possíveis riscos

Em geral, a Passiflora é uma planta considerada segura. Mas – atenção! – ela pode causar alguns efeitos colaterais, e são eles:

  • Sonolência
  • Enjoo
  • Confusão

Também recomendamos não a consumir com sedativos! Mulheres grávidas ou lactantes devem evitá-la, uma vez que, estando em fase de gestação, pode haver contrações. Não se esqueçam!

4 - O modo correto de consumir

O modo mais simples é adicionar Passiflora seca em água quente para, então, preparar um chá. Aliás, não é difícil encontrá-la em lojas de produtos naturais. Esta planta, para o consumo direto, também está disponível na forma líquida, cápsula ou tablete.

Não se esqueça de consultar seu médico antes de consumi-la!

5 - Considerações finais

Você acredita que o nosso artigo termina aqui? Não. Nosso blog disponibiliza um artigo sobre os principais fitoterápicos para dormir. Corre lá!

Toda planta ou raiz considerada medicinal, seja para dormir ou outras finalidades, precisam ser conhecidas muito bem antes de serem consumidas. Pintou dúvida? Procure um profissional capacitado.

Referências bibliográficas:
[1] https://www.healthline.com/health/anxiety/calming-effects-of-passionflower
[2] https://www.webmd.com/vitamins/ai/ingredientmono-871/passionflower

Texto postado em 12 de Agosto de 2020 .

Comentários

Leia também...

Diabetes e problemas para dormir

O diabetes é um mal silencioso. Em geral, demoramos para notar os sintomas iniciais: manchas escuras na pele, sede em excesso, visão embaçada, perda de peso sem motivo... Após diagnosticar a doença, o paciente diabético precisa mudar sua rotina, visto que lhe será necessário medir o nível de glicose todos os dias e privar-se de in&uacu... Leia o artigo »

19/11/2018

Como jogos eletrônicos podem prejudicar o sono?

Desde as últimas décadas, o videogame é sinônimo de popularidade entre crianças e adolescentes. Jogos eletrônicos, no geral, dominam quase todas as telas: TV, computador, celular, consoles de bolso... Para a maioria dos jovens seria inaceitável passar os momentos de lazer sem jogar, não acha? Existem aqueles que, enquanto o sono não cheg... Leia o artigo »

29/04/2020

15 Mitos sobre o sono revelados

Por mais de 2.500 anos, o sono vem sendo estudado e, mesmo assim, sabemos muito pouco sobre suas razões, causas e efeitos. Apenas no século passado cientistas começaram a estudar afundo sobre a psicologia do sono. Em 1928, a eletroencefalografia (EEG) foi usada pela primeira vez para gravar a atividade cerebral durante o sono. Mais recentemente, a ressonância magné... Leia o artigo »

09/02/2014

Verificar o tempo todo as redes sociais pode destruir o seu sono

Nos dias de hoje a maioria das pessoas passa uma boa parte do seu tempo nas redes sociais, seja conferindo o Facebook, ou tirando fotos para por em seu Instagram. O problema é que este hábito pode não ser tão saudável. Segundo um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Pittsburgh pessoas que usaram a mídia social fortemente eram tr&... Leia o artigo »

01/02/2016

Ler antes de dormir realmente ajuda?

Boas ideias acompanham o sono do leitor que, tradicionalmente, conserva um livro na cabeceira. Páginas físicas ou virtuais: o importante é ler! Sempre mexe com a imaginação conhecer heróis que resistem ao canto das sereias ou veem gigantes em moinhos de vento. Outros leitores, descompromissados, afirmam encontrar nas linhas de qualquer pará... Leia o artigo »

03/12/2018

Compartilhe

Preencha seus dados aqui e junte-se a 5416 pessoas e receba no seu email dicas para dormir melhor.

Sobre

Passamos em média 36% da nossa vida dormindo e sabemos que uma noite ruim de sono significa num dia não muito bom pela frente. Através da nossa loja e blog, nosso objetivo é ajudar você dormir melhor. Leia um pouco sobre nossa história.