'Dormir é a melhor meditação.' Dalai Lama

Mudanças no padrão de sono das crianças geram grandes impactos

Um estudo publicado na revista Pediatrics constatou que um pequeno aumento no tempo de descanso das crianças pode melhorar significativamente o comportamento delas, ao passo que a diminuição desse tempo pode causar o efeito inverso.

Esse novo estudo é a primeira investigação controlada dos efeitos do aumento e redução do sono no comportamento de crianças saudáveis na escola.

Os cientistas avaliaram 34 crianças, com idade entre 7 e 11 anos, e as dividiram em dois grupos, estendendo o sono de um e diminuindo o do outro na mesma proporção. Eles mediram a quantidade de sono que cada criança teve durante a noite e o quanto ela se mexia nesse período. Após, questionários foram entregues aos professores dessas mesmas crianças a fim de colher informações sobre seu humor e comportamento.

O grupo que teve o sono estendido dormiu 27 minutos a mais do que o normal, à medida que o grupo que teve o sono diminuído dormiu 54 minutos menos. Ambos os grupos mostraram mudanças significativas no comportamento. As crianças que dormiam mais eram bem menos temperamentais e obviamente estavam com menos sono. Contudo, as crianças que dormiam menos obtiveram pontuação pior dos professores e os pais afirmavam que elas pareciam bem mais sonolentas durante o dia.

Os resultados, logicamente, não são surpreendentes, todavia, o que surpreende é a pequena diferença de quantidade de sono entre as crianças e o período relativamente curto do estudo (os pesquisadores mudaram o ciclo do sono das crianças por apenas uma semana).

Notoriamente o sono faz total diferença no aprendizado das crianças, fazendo de cada minuto de descanso algo essencial. Os cientistas afirmam que o sono deve ser priorizado e seus eventuais distúrbios eliminados a fim de dar às crianças a melhor chance de sucesso na escola.

 

Fontes:
https://scitechdaily.com/small-changes-in-sleeping-patterns-have-a-big-impact-on-kids/
http://pediatrics.aappublications.org/content/early/2012/10/10/peds.2012-0564?sso=1&sso_redirect_count=1&nfstatus=401&nftoken=00000000-0000-0000-0000-000000000000&nfstatusdescription=ERROR%3a+No+local+token

Texto postado em 02 de Outubro de 2018 .

Comentários

Leia também...

Falta de sono pode causar enxaqueca diz estudos

Se você sofre com enxaqueca, talvez seja necessário prestar mais atenção no seu sono. Vários estudos mostraram que problemas no sono como insônia, apneia do sono, ronco podem ser o gatilho para crises de enxaqueca. A enxaqueca é causada quando as células nervosas hiperativas enviam impulsos para os vasos sanguíneos, fazendo os vasos se c... Leia o artigo »

28/03/2015

Pouco sono provoca solidão e rejeição social

Pesquisadores da Universidade da Califórnia, Berkeley, descobriram, através de estudos científicos, que as pessoas privadas de um tempo saudável de sono sentem-se mais solitárias e evitam se envolver socialmente com outras pessoas. O estudo também revela que esse comportamento alienante tem resultados ainda mais devastadores, uma vez que esses indiví... Leia o artigo »

11/09/2018

Estudo mostra que pouco sono está ligado à doença de Alzheimer

Cientistas da UC Berkeley descobriram evidências convincentes de que o sono precário - particularmente um déficit do sono profundo e restaurador necessário para salvar as informações das memórias - é um canal através do qual a proteína beta-amilóide, que desencadeia a doença de Alzheimer, ataca o cérebro a lo... Leia o artigo »

30/10/2018

Sono é causa de 30% das mortes em rodovias brasileiras

Dados da Associação Brasileira do Sono (ABS) mostram que até 30% das mortes ocasionadas em rodovias brasileiras são causadas por motoristas que dormem ao volante. Pensando nisso, o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) faz um alerta sobre os perigos de dirigir cansado e sonolento. "Com o ritmo estressante e agitado do trânsito nas cidades e at&e... Leia o artigo »

17/05/2016

Cientistas encontram possível ligação entre AOS e doenças cardiovasculares

Na Universidade da Califórnia (UC) de San Diego, uma equipe de pesquisa descobriu uma possível ligação entre apneia do sono e doenças cardiovasculares.  O estudo promovido afirma que 12% da população adulta dos EUA tem AOS. Por consequência deste quadro, o corpo é exposto a condições de baixa oxigenação ... Leia o artigo »

10/08/2018

Compartilhe

Preencha seus dados aqui e junte-se a 5473 pessoas e receba no seu email dicas para dormir melhor.

Sobre

Passamos em média 36% da nossa vida dormindo e sabemos que uma noite ruim de sono significa num dia não muito bom pela frente. Através da nossa loja e blog, nosso objetivo é ajudar você dormir melhor. Leia um pouco sobre nossa história.