'Dez vezes deves reconciliar-te contigo mesmo... o que não está reconciliado dorme mal.' Nietzsche (Zaratustra)

Sono X Coronavírus - Você precisa saber disso

Capa post - Sono X Coronavírus - Você precisa saber disso

Texto: Postado em Curiosidades por Caio Cesar no dia 24 de Março de 2020 .

De repente o mundo se vê abalado por um vírus. Hoje, ele faz parte da realidade brasileira, o que tem ocasionado preocupação, mudança de hábitos e medidas governamentais inéditas. Mas você sabia que um dos momentos mais vulneráveis para se contrair o vírus é quando estamos dormindo?

Qual seria, por sua vez, o papel do sono diante deste novo perigo? Dormir bem é um costume recomendado contra o COVID-19?

Neste artigo, você encontrará a resposta e outras informações adequadas para este momento de tensão internacional.

Boa leitura!

1 - O que é o Coronavírus?

É um vírus que, a princípio, divide-se em vários tipos. Alguns podem afetar a saúde, como o próprio COVID-19, que surgiu recentemente na China e vem, cada vez mais, provocando mortes em todos os continentes.

O novo Coronavírus é transmitido através do contato pessoal e seu diagnóstico é emitido por meio de exames laboratoriais. Deve-se, desde sempre, ficar atento aos seus sintomas:

  • Dor de cabeça
  • Febre
  • Secreção nasal
  • Tosse
  • Falta de ar
  • Dor de garganta

O COVID-19 possibilita maior risco àquelas pessoas que possuem problemas renais, respiratórios ou doenças que, antes, já inspiravam cuidados especiais. Homens e mulheres que estão na terceira idade também se encaixam no grupo de risco, embora também seja aconselhável aos jovens tomar os cuidados apropriados.

O que você talvez não sabe sobre o coronavirus é que um dos momentos mais vulneráveis para se contrair o vírus é quando estamos dormindo! Explicamos melhor no sub-tópico 2.1.

2 - Dormir bem é eficaz contra o Coronavírus?

O sono tem um papel importante para o sistema imunológico. Como é sabido, dormir pouco pode prejudicar tanto a saúde física quanto cerebral. Noites de sono profundo e reparador servem de estímulo ao sistema imunitário, fortalecendo-o contra doenças crônicas e havendo melhor resposta acerca de possíveis infecções.

Determinado estudo [1], que monitorou o sono de pacientes, averiguou que aqueles que dormem menos de 5 horas por noite têm, em média, 4 vezes mais risco de contrair um resfriado, ao contrário daqueles que costumam dormir, no mínimo, sete horas por noite.

Outro estudo, feito pela Universidade da Califórnia, destacou que as pessoas que dormem, em média, seis horas por noite mostram-se 4 vezes mais vulneráveis em relação ao COVID-19, ainda em comparação às que dormem 7 horas.

Atenção! Segundo especialistas do sono, adultos devem dormir de 7 a 9 horas por noite, para que tenham maior resistência ao novo Coronavírus. Quando dormimos apenas 4 ou 5 horas, há uma redução de 70% das células imunes naturais.

Fontes de pesquisa [2] revelam que pessoas que sofrem de insônia apresentam menor nível de anticorpos, mesmo após serem vacinadas.

Em resumo: a falta de sono destrói nosso sistema imunológico!

2.1 - É possível sermos contaminados pelo Coronavírus durante o sono?

Diferente do vírus da gripe, que começa pelo nariz e garganta, o Coronavírus infecta as células presentes sob as cordas vocais, nas vias aéreas e nas áreas mais profundas dos pulmões. Além das partículas contagiosas que inalamos pelo ar, o Coronavírus também gera contaminação através do fluído do nariz ou garganta, que percorre as cordas vocais e, enfim, chega à traqueia. Este processo se chama aspiração, isto é, o ar chega aos pulmões levando consigo fluídos do nariz e garganta.

Estudos [3] revelam que metade das pessoas (o que inclui gente de todas as idades) inalam o COVID-19 enquanto dormem, pois o sono profundo gera o processo de aspiração, facilitando a entrada do vírus. A aspiração também pode surgir quando ingerimos remédio para dormir ou bebida alcoólica.

Ser contaminado pelo Coronavírus depende de dois fatores:

  1. Maior inclinação à infecção pulmonar
  2. A proporção com a qual o vírus predomina os pulmões

Em geral, neste contexto, uma pessoa vulnerável possui pulmões ou vias aéreas prejudicadas pelo tabagismo ou asma, a incluir um sistema imunológico comprometido por outras doenças. Esta pessoa está em risco! A presença do Coronavírus, mesmo que em baixo nível, já é o bastante para causar um grande estrago!

Então, como se prevenir? Antes de ocupar a cama, lave bem as mãos e o rosto com água morna e sabão, em especial ao redor do nariz e na área da garganta (áreas onde o Coronavírus pode estar presente). Em seguida, delicadamente, use o polegar para limpar cada narina. Por fim, sopre pelo nariz com suavidade. Não se esqueça de escovar os dentes e a língua; gargareje e cuspa uma, duas vezes, utilizando um enxaguante bucal antisséptico. A assepsia total nunca é demais!

2.2 - Sono e sistema imunológico: entendendo melhor

O sistema imunológico serve de defesa contra germes que podem provocar doenças. Contudo, o sono é fundamental para auxiliar o funcionamento deste sistema. Metaforicamente falando, o sistema imunológico é um treinador que, a todo momento, busca preparar o corpo, visto que o sono é o descanso indispensável entre cada treino.

À medida que dormimos, o sono amplia o preparo do sistema imunológico, aumentando seu estado de alerta. Do contrário, se não dormimos o suficiente, seu corpo terá dificuldades para lutar contra qualquer doença, ainda que seja um resfriado aparentemente inofensivo.

Mais: o sono estimula o sistema imunológico a produzir células T. Estas células são glóbulos brancos que agem feito uma defesa fundamental em resposta aos agentes danosos. Quando as células T entram em ação, elas resistem e destroem as células que são portadoras do vírus.  

Uma noite de sono proveitoso equivale a uma produção significativa de citocinas. A citocina é uma proteína multifuncional, que ajuda o sistema imunológico a reagir com rapidez aos antígenos.

A citocina facilita a comunicação entre as células e, ainda no sistema imunológico, envia ordens sobre como combater corretamente o vírus, uma vez que também orienta as células imunes para que estas cumpram seu papel no combate.

3 - Como dormir bem ao longo da quarentena? 

Escolas e comércios fechados. Talvez você mesmo, agora, esteja trabalhando em casa. Recomendamos que não saia daí, além de cuidar do sono durante a quarentena. Para isso, listaremos dicas e conselhos descomplicados. Confira:

  • Estabeleça um horário fixo para dormir e acordar; aproveite o confinamento para convidar seus familiares de casa. Deste modo, você também limitará seu tempo nas redes sociais ou diante da TV, recebendo notícias que provocam ansiedade. 
  • Busque fazer atividades físicas, mesmo dentro de casa. Exercitar-se é excelente para quem deseja favorecer o sono. Aproveite seu quintal para trabalhar os músculos e pegar um pouco de sol; vitamina D reforça o sistema imunológico. Se sua casa não tem espaço suficiente, praticar meditação pode beneficiar seu descanso noturno, acredite!
  • Se você mora sozinho, busque conectar-se com as pessoas mais próximas. A gente sabe que isso não se compara ao contato pessoal, mas pode amenizar a solidão. Pessoas solitárias costumam ter problemas para dormir e, consequentemente, dormir mal aumenta a insatisfação causada pelo isolamento.
  • Mantenha-se concentrado no presente. Parece ser um conselho ingênuo, porém, trata-se de uma técnica capaz de diminuir ou anular a ansiedade. Em tempos de crise, o futuro se mostra incerto, obscuro, razão pela qual devemos deixá-lo um pouco de lado. Ignore-o, por exemplo, ao colocar a cabeça no travesseiro.

4 - Coronavírus e aparelho CPAP: considerações importantes

  • Se um paciente, que tem apneia do sono, é diagnosticado com Coronavírus, ele pode continuar usando o aparelho CPAP, sempre seguindo as orientações médicas no que diz respeito ao COVID-19.
  • Certamente o aparelho CPAP não é o suficiente para auxiliar aqueles pacientes que estão infectados pelo Coronavírus. Eles precisarão de outros dispositivos para auxiliá-los na respiração.
  • Lembre-se: o aparelho CPAP é direcionado às pessoas que sofrem de apneia do sono e a utilização deste aparelho não irá protegê-las contra o Coronavírus.
  • Não compartilhe seu aparelho CPAP com ninguém!
  • Busque limpar seu aparelho CPAP com regularidade e mantenha-o distante de outras pessoas nesta época de pandemia.

5 - Considerações finais

De fato, o sono pode ser um grande aliado contra o novo Coronavírus. Se você é alguém que cuida de seu descanso noturno, ótimo, esperamos que continue assim, mas saiba que este fator não torna ninguém totalmente imune ao COVID-19.

Enquanto não há uma vacina que combata este vírus, lembre-se de tomar as precauções básicas:

  • Lave as mãos e o rosto com frequência, utilizando água morna e sabão.
  • Ao caminhar pela rua, evite aglomerações e, em locais com pouca movimentação, mantenha a distância de um metro ao avistar alguém.
  • Use o braço, na altura do cotovelo, para tampar o nariz e a boca ao espirrar ou tossir.
  • Mantenha-se em casa no decorrer da quarentena.
  • Se você acredita que está contaminado pelo novo Coronavírus, siga as orientações dadas pelo governo antes de buscar ajuda médica.

Previna-se e sabia que a informação compartilhada é um ato de solidariedade, capaz de salvar vidas.

Referências bibliográficas:
[1] https://www.health24.com/Medical/Infectious-diseases/Coronavirus/heres-how-quality-sleep-can-help-you-fight-the-new-coronavirus-20200316-2
[2]https://edition.cnn.com/2020/03/12/opinions/coronavirus-vulnerability-while-sleeping-bruce-davidson/index.html
[3] https://www.forbes.com/sites/nazbeheshti/2020/03/16/the-coronavirus-pandemic-makes-world-sleep-day-more-timely-than-ever-before/#4b23235d24d8

 

Comentários

Leia também...

Como dormir melhor após cirurgias?

Já escrevemos aqui como melhorar o sono durante internações em hospitais, desse vez valor tentar ajudá-lo a dormir melhor após cirurgias. O sono deve ser visto como prioridade durante a fase pós-operatória. Dormir bem é essencial para que o paciente tenha a devida recuperação. O que deve ser feito para cuidar do descanso noturno... Leia o artigo »

11/06/2019

Protetores auriculares causam infecção no ouvido?

Protetores auriculares estão se tornando um item cobiçado em um mundo tão barulhento. Eles também estão disponíveis em diversas cores, tamanhos, materiais... É certo que inúmeras pessoas o usam a fim de driblar sons que incomodam, mas elas se esquecem de um detalhe importantíssimo: a saúde auditiva. Aliás, como anda ... Leia o artigo »

12/12/2018

Dormir na rede faz mal à saúde?

A rede é a melhor companheira da preguiça. Suspensa por ganchos em suas extremidades, ela nos acolhe em qualquer momento, sendo ideal para o tradicional cochilo pós-almoço. Com ela, fins de tarde são poéticos, noites de verão suportáveis, leituras são mais prazerosas, horas passam despercebidas, enquanto ouvimos o ranger das cordas que... Leia o artigo »

20/06/2018

Dormir sem travesseiro faz mal?

Não basta deitar na cama, esquecer das preocupações, tentar relaxar e dormir. O ideal é sempre tomar alguns cuidados, já que o sono afeta diretamente o dia seguinte. Quando se trata de cuidados para dormir, o travesseiro exerce um papel importante. Levando em conta que a espinha dorsal deve ficar sempre em linha reta, dormir sem travesseiro pode fazer mal ou n&at... Leia o artigo »

27/04/2014

Como a tecnologia do sono aumentará a diferença entre ricos e pobres

Artigo originalmente publicado na Motherboard por Natalie O’Neill e traduzido por Stephanie Fernandes. É fácil culpar políticos e empresas gananciosas pela lacuna crescente entre ricos e pobres, mas há quem diga que, na verdade, é a tecnologia do sono que vai incitar a luta de classes do futuro. Alguns especialistas acreditam que gagdets de reduç... Leia o artigo »

28/01/2016

Compartilhe

Preencha seus dados aqui e junte-se a 4979 pessoas e receba no seu email dicas para dormir melhor.

Sobre

Passamos em média 36% da nossa vida dormindo e sabemos que uma noite ruim de sono significa num dia não muito bom pela frente. Através da nossa loja e blog, nosso objetivo é ajudar você dormir melhor. Leia um pouco sobre nossa história.