'Paz com Deus e com o próximo: assim o quer o bom sono.' Nietzsche (Zaratustra)

Quantos decibéis prejudicam sua audição

21 de Setembro de 2022

Apesar de nosso carro-chefe ser a venda de protetores auriculares para dormir, posso afirmar que uma pequena parte dos nossos clientes compram protetores conosco para usar em ambientes realmente barulhentos. Geralmente quem tem problemas com barulho para dormir, não chega a ser uma situação onde o barulho é realmente alto que prejudique sua audição,

Pessoas que trabalham com máquinas pesadas ou empregadas em indústrias barulhentas, devem usar proteção constante, ao não proteger sua audição, o estrago a longo prazo será irreversível.

Para proteger sua audição, você precisa estar atento aos níveis de ruído que está sendo exposto. Algumas vezes os níveis de ruído no trabalho, em casa ou em eventos, podem exceder os níveis recomendados e nos colocar em risco de sofrer danos auditivos permanentes ou até mesmo perder a audição.

Hoje, nesse post informativo, vamos falar sobre a partir de quantos decibéis sua audição pode ser prejudicada.

1 - Quanto decibéis prejudicam sua audição

Uma resposta padrão para essa pergunta seria 85 decibéis, em ambientes de trabalho. Esse é o nível que pesquisadores e autoridades nos Estados Unidos consideram como nível de exposição máximo recomendado.

Com base nessa recomendação, para não prejudicar sua audição, você deve evitar exposição prolongada (acima de 8 horas) ou exposição repetitiva em ambientes com níveis de ruído de 85 decibéis.

Para locais de moradia, segundo o EPA, você deve limitar a exposição prolongada (acima de 24 horas) a níveis de ruído de 70 decibéis.

Quanto mais alto for o som, menor será o tempo de exposição necessário para que ocorra perda auditiva.

2 - Fontes comuns de ruído

Para entender melhor os tipos de ruído que você costuma ser exposto no dia-a-dia, confira a lista de exemplos abaixo.

  • Respiração normal: 10dB
  • Quarto a noite (o ideal): 25dB
  • Sussurro suave: 30dB
  • Bibliotecas: 40dB
  • Conversa normal: 60dB
  • Ar-condicionado: 60dB
  • Máquina de lavar: 70dB
  • Banho no chuveiro: 70dB
  • Trânsito em grandes cidades: 80-85dB
  • Motos: 95dB
  • Metrô chegando na estação: 100dB
  • Eventos (Esportes, Shows, Boates etc): 100-110dB
  • Volume máximo em fones de ouvido: 110dB
  • Tiro de armas perto do ouvido: 110-140dB
  • Cinema: 118dB
  • Sirenes (polícia, bombeiros, ambulância etc): 120dB
  • Decolagem de aviões: 140dB
  • Fogos: 140-150dB

Não se trata de números exatos, mas hoje com qualquer smartphone, você consegue instalar apps gratuitos para medir o nível de ruído do local em decibéis. Assim, você terá uma noção melhor da gravidade do problema.

3 - Fatores que influenciam os danos auditivos

A gravidade dos danos auditivos depende de vários fatores como: o nível de ruído, a proximidade e a duração da exposição.

3.1 - Nível de som

Quanto mais alto o som que você está exposto, maior será o dano auditivo. O nível de ruído prejudicial à audição é a partir de 85dB, mas por segurança, você deve considerar qualquer ruído acima de 70dB como potencialmente perigoso.

Em casos em que os níveis de som excedem 70 dB, você já deve pensar em usar alguma proteção auditiva ou se afastar da fonte.

3.2 - Proximidade

A intensidade do som muda dependendo de quão perto você está da fonte. O nível em decibéis geralmente cai 6 dB cada vez que a sua distância da fonte dobra. Se afastar da fonte sonora é a maneira mais fácil de proteger sua audição.

3.3 - Tempo

O tempo de exposição a um determinado nível de ruído afeta criticamente a gravidade dos danos auditivos.

Ruídos de 85dB podem prejudicar sua audição se você for exposto a ele por algumas horas. Já ruídos acima de 85dB podem afetar sua audição mais rapidamente.

Como a escala de decibéis é logarítmica, a cada 10 decibéis adicionais, a intensidade do som é multiplicada 10 vezes. Assim, 95dB é 10 vezes mais alto que 85dB e 100 vezes mais alto que um som de 75dB.

Ruídos acima de 100dB podem ser realmente graves e irritantes para algumas pessoas, e a exposição por alguns poucos minutos, principalmente em ruídos acima de 110dB é o bastante para prejudicar sua audição.

4 - Efeitos negativos do barulho excessivo

E além dos problemas auditivos, o barulho excessivo tem uma lista de efeitos negativos em nossa saúde:

  • Causa distúrbios físicos e psicológicos
  • Diminui a eficiência no trabalho
  • Próximo às escolas afeta negativamente os alunos
  • Diminui o nível de percepção da pessoa
  • Nervosismo e estresse
  • Aumenta a possibilidade de ataque cardíaco

O problema do barulho excessivo, geralmente comum em grandes cidades, afeta mais de 200 mil pessoas por ano que experienciam algum tipo de perda auditiva.

Comentários

Compartilhe

Cadastre-se e junte-se a 5673 pessoas e receba no seu email artigos sobre a saúde do sono.

Sobre nós

Obrigado por visitar nosso blog, online desde 2014 trazendo informações sobre a saúde e o mercado do sono. Conteúdo de qualidade e sempre atualizado é a nossa prioridade.


Aproveite boas leituras, como se pode notar, somos um dos raros lugares na internet onde você pode navegar sem propagandas e popups. Conheça um pouco mais sobre nossa história e visite nossa loja virtual para nos apoiar.