'A inveja não permite que a humanidade durma.' Carl Jung

Por que sonhamos?

Capa post - Por que sonhamos?

Texto: Postado em Curiosidades e Diversos por Caio Cesar no dia 10 de Agosto de 2020 .

“Sonho”, no artigo de hoje, não tem nada a ver com o sentido romântico da palavra. Simplesmente investigaremos o porquê deste fenômeno, priorizando as explicações dadas pela ciência.

E avisamos: nosso objetivo não é explicar imagens ou situações com as quais costumamos sonhar, nem manifestações semelhantes (pressentimentos, visões etc.).

Sabe-se também que, durante o sono, nosso cérebro realiza tarefas incríveis, motivo que nos levou a escrever mais um texto.

Boa leitura!

1 - O que são sonhos?

Seguindo uma definição objetiva, sonhos são alucinações que surgem durante determinadas etapas do sono. Este fenômeno se mostra mais vívido na fase conhecida como REM (Rapid Eye Moviment). Constatou-se também que dificilmente conseguimos nos recordar daquilo que foi sonhado nesta etapa.

Nosso blog disponibiliza um artigo que aborda a fase REM e outros conceitos que a acompanham, para que você possa entendê-la por completo.

2 - Por que sonhamos?

A ciência ainda não oferece provas definitivas que possam esclarecer esta dúvida. Sumariamente, nossos sonhos surgem a partir de pensamentos que, por sua vez, baseiam-se em experiências particulares, sejam elas recentes ou não.

Quando estamos despertos, nossos pensamentos seguem certa coerência e lógica. Mas, durante o sono, o cérebro continua ativo, entretanto nossos sonhos apresentam pouco sentido, uma vez que as áreas cerebrais responsáveis pelas emoções atuam mais do que as áreas que executam o raciocínio lógico.

3 - Qual é a função do sonho?

Ainda não há provas concretas a respeito de sua verdadeira função, mas – com base em crenças e teorias populares – o papel do sonho pode estar de acordo com as seguintes hipóteses:

3.1 - Tratamento terapêutico

Acredita-se que os sonhos podem nos ajudar a enfrentar traumas emocionais; enquanto dormimos, nosso cérebro está em sintonia com um nível emocional elevado, algo que não acontece durante os momentos de vigília. Sonhamos e, nestas horas, o cérebro realiza conexões ligadas aos sentimentos: reação que seu “eu consciente” não seria capaz de ter.

3.2 - Reação "luta ou fuga"

A amigada é uma das partes do cérebro que, nas horas de sono, mantem-se mais ativa. Esta parte cerebral é responsável por aquilo que podemos chamar de instinto de sobrevivência, reação “luta ou fuga”.

Teorias sugerem que a amigdala se mostra mais ativa quando estamos dormindo, então o cérebro se mostra preparado para enfrentar aquilo que seria uma ameaça. Por sorte – ou engenharia perfeita na natureza – o tronco encefálico envia sinais nervosos ao longo do sono REM, o que relaxa os músculos e anula movimentos bruscos, como dar golpes ou correr.

3.3 - Fonte de inspiração

Outra hipótese, que busca esclarecer o papel do sonho, é bastante otimista: estimular nossas tendências criativas. Pessoas que se dedicam à arte o veem como fonte principal de inspiração. Não é por acaso que, às vezes, costumamos despertar com ideias incríveis para escrever, por exemplo, um texto ou concluir um projeto antigo.

3.4 - Tonificante para a memória

Outra teoria também não deve ficar de fora, ou melhor, sonhar é um fenômeno que pode auxiliar no armazenamento de lembranças importantes e conteúdos relacionados à aprendizagem, além de eliminar recordações menos relevantes, organizar pensamentos e lidar com sentimentos complexos.

Contudo, ainda não se sabe com exatidão por que os sonhos influenciam no armazenamento e nas próprias lembranças da memória.

4 - Por que temos pesadelos?

É impossível falar sobre sonhos e não esbarrar em pesadelos. Este tópico é, na realidade, um convite para você ler um artigo sobre este fenômeno aterrorizante chamado pesadelo. Leia para saber a resposta e muito mais!

5 - O que influencia nossos sonhos?

Nos próximos subtópicos você conhecerá fatores que possivelmente podem interferir em nossos sonhos.

5.1 - Condições de saúde

A quantidade de horas que você tem dormido pode interferir em seus sonhos. Permanecer acordado por uma noite ou mais fará com que se mostrem mais ativas quando, enfim, o sono está na fase REM. Então, há grandes chances de você ter sonhos intenso se as noites anteriores foram passadas em claro.

A gravidez também é outra condição que gera sonhos nada comuns. Tudo isso se dá pelo fato de a gravidez aumentar a produção de hormônios, cuja consequência é a alteração no modo como o cérebro processa pensamentos e emoções. Assim, sonhos inquietantes passam a fazer parte da rotina.

Transtornos que afetam a saúde emocional, como a depressão e ansiedade, merecem um lugar aqui. Contudo, condições mais graves, a contar com o próprio transtorno bipolar, também podem gerar sonhos agitados e pesadelos marcantes. Aliás, certos medicamentos (antidepressivos e antipsicóticos) aumentam a chance de provocar fortes pesadelos.

5.2 - Alimentos

Por enquanto não há nenhuma evidência unânime que comprove a atuação de certos alimentos no que tem a ver com sonhos agradáveis ou não. Porém, digamos que alguns tipos de alimentos são eficazes se você deseja recordar melhor seus sonhos. Alimentos ricos em carboidrato entram nesta lista.

De fato, consumir carboidrato dará rapidamente energia a você; qualquer coisa que altera seu estado de ânimo durante a vigília, também afetará seu inconsciente durante o próprio sono. Resultado? Sonhos que, no mínimo, podem ser marcantes.

É interessante observar que alimentos que podem atrapalhar seu sono à noite, são capazes de interrompê-lo com frequência no decorrer da etapa REM. Digamos ser uma reação que fará com que você se recorde daquilo que foi sonhado.

Nosso blog também oferece a leitura de um artigo muito útil, pois nele apresentamos uma lista de frutas recomendáveis para serem consumidas antes de dormir. Vale a pena conhecê-las.

5.3 - Atividades físicas

Exercitar-se de manhã é um hábito que pode proporcionar noites de sono profundo e reparador. Ponto positivo! Mas... O que isso tem a ver com sonhos? Pessoas que praticam atividades físicas com frequência passam menos tempo na fase REM durante o sono.

Livrar-se do sedentarismo, incluindo hábitos saudáveis, diminuirá o estresse. Menos estresse, menor a possibilidade de ter um sono interrompido ou habitado por pesadelos.

6 - Como lembrar-se dos sonhos?

Em primeiro lugar, é preciso entender que a noradrenalina e a atividade elétrica do cérebro – em específico, a que nos ajuda a recordar – encontram-se em seus níveis mais baixos enquanto dormimos. Pode-se dizer que os sonhos dos quais nos recordamos são aqueles que costumam interromper o sono.

A pergunta, que serve de título a esse tópico, pode ser respondida com um conselho simples: programe sua mente ao se deitar na cama. Se este é o seu pensamento, haverá, na manhã seguinte, maior possibilidade de você acordar com imagens frescas em sua memória.

Atenção! Ao acordar, se esforce para se lembrar do que foi sonhado, pois a menor distração poderá alterar esta lembrança. Antes de desocupar a cama, busque se concentrar no que passou pela sua mente na noite passada.

Referência bibliográfica:
https://www.healthline.com/health/why-do-we-dream#what-influences-dreams

 

Comentários

Leia também...

Como a tecnologia do sono aumentará a diferença entre ricos e pobres

Artigo originalmente publicado na Motherboard por Natalie O’Neill e traduzido por Stephanie Fernandes. É fácil culpar políticos e empresas gananciosas pela lacuna crescente entre ricos e pobres, mas há quem diga que, na verdade, é a tecnologia do sono que vai incitar a luta de classes do futuro. Alguns especialistas acreditam que gagdets de reduç... Leia o artigo »

28/01/2016

Por que dormimos?

Seres humanos precisam dormir, todos sabem muito bem disso. Uma pessoa saudável passa, em média, 36% da sua vida dormindo. Sem o sono, nós ficamos de mau humor, preguiçosos, não conseguimos nos lembrar muito bem dos fatos que colocam nossas vidas em risco. Apesar de conhecermos os problemas relacionados à falta de sono, ninguém sabe&n... Leia o artigo »

28/01/2014

O que fazer para não dormir durante a aula?

A vida de estudante universitário não é fácil. Trabalhar e ao mesmo tempo dar conta dos estudos pode comprometer as horas de sono. Assim, é comum passarmos madrugadas em claro, folheando livros, cadernos e apostilas. Véspera de prova, então... uma loucura! Embora não seja um hábito saudável, compreendemos o fato de estas pessoas... Leia o artigo »

23/04/2020

O que é ruído branco?

Algumas pessoas têm bastante sorte: elas podem dormir com o som de latidos ou até música alta na vizinhança. Porém, a maioria tem dificuldades para adormecer em ambientes barulhentos. Então, o que fazer para diminuir o barulho externo? Já falamos aqui sobre protetores auriculares, mas outra solução é utilizar alguma for... Leia o artigo »

20/04/2014

Quantas horas devemos dormir por dia?

Você se sente sonolento? Não para de bocejar? Talvez você não esteja dormindo o quanto deve, ou talvez você esteja dormindo demais. A quantidade de horas que devemos dormir por dia varia de acordo com a idade e também depende do seu estilo de vida e saúde. De qualquer forma, você pode considerar a quantidade de horas diárias recomendadas a... Leia o artigo »

27/01/2014

Compartilhe

Preencha seus dados aqui e junte-se a 4965 pessoas e receba no seu email dicas para dormir melhor.

Sobre

Passamos em média 36% da nossa vida dormindo e sabemos que uma noite ruim de sono significa num dia não muito bom pela frente. Através da nossa loja e blog, nosso objetivo é ajudar você dormir melhor. Leia um pouco sobre nossa história.