'O sono é doce para o trabalhador.' John Bunyan

Por que pessoas idosas dormem pouco?

Capa post - Por que pessoas idosas dormem pouco?

Texto: Postado em Curiosidades por Caio Cesar no dia 11 de Abril de 2019 e última atualização dia 24 de Abril de 2019 .

Costuma-se dormir até tarde aos domingos – fato. Mas toda regra tem lá sua exceção: margem que serve de lugar comum para as pessoas acima dos 60 e poucos anos. Elas são as primeiras a saírem da cama. Afirmam dormir pouco e nós cremos à medida que escutamos o arrastar dos chinelos à noite inteira.

A gente sabe que a insônia não tem idade, mas parece ser um problema frequente entre homens e mulheres que passam pela velhice. Haveria uma explicação para isso? É o que buscaremos desvendar nesse artigo, escrito para você que sempre coloca a informação em primeiro lugar. 

Boa leitura!

1 -  Por que pessoas idosas dormem pouco?

O que está por trás disso não envolve nenhum mistério sobrenatural. Pelo contrário. A falta de sono em pessoas idosas é ocasionada pelas mudanças biológicas, a mencionar, como exemplo, o período de menopausa e pós-menopausa. É notória a diminuição na qualidade do sono enquanto a idade avança.

O corpo humano, ao dar seus primeiros passos na terceira idade, diminui os níveis de hormônio, de modo que o sono profundo perde sua potencialidade, afinal, há menos produção de melatonina e isso desencadeia um sono fragmentado.

Também é comum, por exemplo, que pessoas da terceira idade experimentem modificações em seu ritmo circadiano. Elas costumam deitar-se demasiadamente cedo e, no dia seguinte, desocupam a cama pouco antes de o sol nascer, já preparadas para a tradicional limpeza da calçada – hábito que até hoje desafia cientistas renomados.

Estudos [1] realizados pela National Sleep Foundation, em 2005, averiguaram que pessoas mais velhas costumam levantar-se várias vezes durante a noite. É um hábito confessado pelos próprios participantes. Os idosos do sexo masculino, ainda assim, afirmaram dormir bem quase sempre.

A pesquisa mencionada acima tem mais a nos dizer: a maioria dos idosos, que disfrutam de um sono curto ou interrompido com frequência, disseram experimentar grande sensação de bem-estar ao longo do dia.

2 - Quantas horas de sono os idosos precisam dormir?

Depende. As horas necessárias de sono variam de pessoa para pessoa. Algumas carecem dormir entre 7 - 9 horas. Porém, o mais importante é saber como elas se sentem ao levantar-se na manhã seguinte, e isso pode ser mais importante que a quantidade de horas dormidas. Despertar-se sem a sensação de cansaço é um sinal positivo, que sinaliza o quanto a última noite foi proveitosa. 

3 - Insônia na terceira idade: possíveis causas

Além das mudanças fisiológicas que acompanham a velhice, quais seriam as possíveis causas da insônia na terceira idade? Alguns idosos não dormem bem porque costumam sofrer problemas gastrointestinais (acidez estomacal) ou distúrbios respiratórios. O ronco e a apneia do sono não podem passar despercebidos aqui!

A insônia também pode surgir através de outros males, ou seja, frequente necessidade de urinar, asma, osteoporose, sudorese noturna, dores musculares, artrite, diabetes e até a própria doença de Alzheimer.

Mais fatores que contribuem para a falta de sono:

  • Estresse
  • Uso de medicamentos
  • Ausência de interação social
  • Carência de luz solar
  • Falta de exercício físico

4 - 5 Conselhos para dormir bem na terceira idade

4.1 - Entender como o sono muda conforme o avanço da idade

Talvez você esteja se perguntando o que este conselho quer dizer. Simples: é necessário a busca pelo conhecimento acerca do sono enquanto a terceira idade vem chegando. Optar por fontes confiáveis de informação é um ótimo começo. Busque manter-se informado sempre e, principalmente, procure um acompanhamento médico.

4.2 - Identificar problemas subjacentes

Buscar o motivo pelo qual pessoas idosas não dormem bem não descarta a chance de descobrir, em casos específicos, doenças subjacentes. Porém, tais problemas podem ser resolvidos sob tratamento. O estresse e o uso de medicamentos (como as outras causas citadas acima) têm tirado o sono de muitos velhinhos.

4.3 - Melhorar os hábitos do sono

Diversos casos são passíveis de solução graças à mudança de hábitos, como adotar costumes diurnos saudáveis, abordar problemas emocionais, criar uma rotina noturna mais relaxante etc. No entanto, é preciso considerar as particularidades de cada pessoa e, assim, encontrar o que pode ser melhorado para cada uma.

4.4 - Praticar exercícios e seguir uma dieta saudável

É um conselho recomendável a pessoas de todas as idades. São dicas fáceis de serem colocadas em prática: (1) limite o consumo de cafeína; (2) evite consumir bebidas alcoólicas antes de deitar-se; (3) coma algo leve antes de dormir; (4) diminua o consumo de alimentos açucarados; (5) não consuma pratos apimentados antes de dormir; (6) não tome muito líquido antes de ocupar a cama.

4.5 - Diminuir o estresse mental

O estresse e a ansiedade são dois aspectos que podem atrapalhar o repouso noturno. Deve-se aprender a deixar de lado os pensamentos negativos na hora de dormir. Para isso, está valendo colocar em prática técnicas que estimulam o relaxamento; a meditação seria uma delas. Até disponibilizamos um artigo, onde falamos sobre os benefícios proporcionados por essa tradição milenar.

5 - Considerações finais

Se você está acima dos 60 anos e tem dificuldades para dormir, é indispensável ir ao médico, ainda mais se o cansaço tem feito parte de sua rotina. Ao visitar o consultório do profissional responsável pela sua saúde, tire suas dúvidas e, no dia a dia, busque realizar as dicas citadas nos parágrafos anteriores.

 

Referências bibliográficas:
[1] https://www.sleepfoundation.org/insomnia/insomnia-you/insomnia-older-adults
[2] https://www.helpguide.org/articles/sleep/how-to-sleep-well-as-you-age.htm/

Comentários

Leia também...

A influência da idade no sono: O que fazer em cada época da vida?

No decorrer da vida nosso corpo e nossa mente passam por diversas mudanças conforme envelhecemos. Seja na passagem para a infância, para a adolescência, na vida adulta ou na velhice, cada etapa apresenta seus próprios desafios biológicos, sociais e psicológicos. Um fator que muda em cada estágio e que tem sido alvo de diversas pesquisas é o son... Leia o artigo »

23/06/2017

O que é o Ritmo Circadiano?

Nosso dia está dividido em etapas. Momentos de lazer, trabalho, estudo... Como seria possível realizar tarefas habituais sem a energia necessária? Nossa resposta é valorizar e respeitar, em primeiro lugar, as horas de sono. Período importantíssimo! Inevitavelmente, escrever sobre o descanso noturno nos coloca em contato direto com o ritmo circadiano. Voc&e... Leia o artigo »

22/10/2018

Será que o sexo ajuda a dormir?

Longe de qualquer trocadilho malicioso: nós sabemos que o sexo não sai da boca do povo. Fora da cama, ele entretém os curiosos, apimenta rodas de conversa, mexe com a imaginação dos solitários e é cultuado em todos os campos da arte. É claro que, em mais um de nossos artigos, não ficaríamos de fora! Nos parágrafos a segui... Leia o artigo »

28/06/2018

Faz mal trabalhar ou estudar de madrugada?

Trabalhar ou estudar de madrugada: obrigação ou vantagem de uma rotina flexível. São muitas as pessoas que preenchem as horas noturnas com atividades. Você, por acaso, também troca o dia pela noite por causa de compromissos? Ainda que em nome da “responsabilidade”, faz mal ao corpo e à mente ocupar-se à noite em vez de do... Leia o artigo »

27/03/2019

8 Dicas para fazer seu cachorro dormir à noite

Por que os cães latem tanto de madrugada? Não há paz noturna que resista ao primeiro latido. Assim, como uma onda crescente, espalha-se pela vizinhança uma rebelião canina, composta por uma orquestra que não respeita o sono de qualquer morador. Embora o latido sirva para denunciar a presença de algo “estranho”, quase sempre isso acaba re... Leia o artigo »

05/12/2018