'O sono é a corrente dourada que une a saúde aos nossos corpos.' Thomas Dekker

Pesadelos - O que são e por que temos?

Capa post - Pesadelos - O que são e por que temos?

Texto: Postado em Curiosidades e Diversos por Marcelo Morais no dia 20 de Julho de 2018 e última atualização dia 19 de Março de 2019 .

Fora do universo cinematográfico e das obras kafkianas, nem sempre ter pesadelos é uma experiência interessante. Eles são imprevisíveis, obscuros e desagradáveis. À proporção que alimentam o medo, elevam a frequência cardíaca, causando suor noturno. Por que temos pesadelos? De onde eles vêm? Qual é o seu verdadeiro significado? São tantos os enigmas que giram em torno disso...

Neste artigo, abordaremos um fenômeno que intriga muitas pessoas, o pesadelo. Também buscaremos sua melhor definição e investigaremos a razão pela qual ele acontece, entre outras questões.

Boa leitura!

1 - O que são os pesadelos?

Os pesadelos são sonhos cujas imagens geram um impacto negativo. Quase sempre os pesadelos, através de imagens ofuscadas, fazem com que acreditemos estar em uma situação de risco ou diante de uma grande ameaça, onde a mesma situação se mostra incontrolável - sem contar as vezes que surgem figuras que inspiram medo, como monstros ou fantasmas. Aliás, quem nunca se sentiu perseguido por eles num sonho?

De acordo com a crença popular: pesadelos podem ser atribuídos à presença de demônios no quarto. Em contrapartida - apostando em uma hipótese mais razoável – acredita-se que os pesadelos surgem a partir de uma perturbação subjacente (como um trauma de infância, diga- se de passagem). Se você tem pesadelos de vez em quando, não se preocupe, pois é algo que não vai além da normalidade.

Sabe-se que os adultos, em comparação às crianças, têm pesadelos com menos frequência, mas estes sonhos perturbadores, em algum momento, inquietam o sono de homens e mulheres sem aviso prévio.

2 - O que causa os pesadelos?

Ainda não há uma resposta específica para essa pergunta. Porém, nada nos impede de acreditar em determinadas causas, e são elas: alguma ocasião estressante vivenciada durante o dia ou deparar-se com situações amedrontadoras. Meninos e meninas podem ter pesadelos em virtude de doenças febris, cansaço em excesso, refeições noturnas além do horário habitual ou por conta do uso de medicamentos. Em geral, pesadelos são frequentes entre crianças de 3 a 6 anos de idade.

Há outras hipóteses que desencadeiam este mal, ou seja, transtornos de ansiedade, deficiência intelectual e depressão. O pesadelo também é um dos sintomas gerados pelo estresse pós-traumático.

Certos fatores “insuspeitos” também acabam, por fim, causando pesadelos, e um deles seria a própria gravidez ou mudar frequentemente de turno no trabalho, o que desencadeará transtornos no sono. O consumo ou a retirada de álcool e drogas ilícitas também provocam pesadelos. Acredite: medicamentos utilizados contra a insônia podem ser responsáveis por estes sonhos confusos e amedrontadores. Irônico, não?

3 - Quando ocorrem os pesadelos?

Os pesadelos - não diferentes dos sonhos comuns - acontecem durante uma etapa do sono chamada REM (Rapid Euer Movement). Segundo pesquisas, quase todas as pessoas experimentam, por noite, entre quatro e cinco ciclos do sono, e cada ciclo tem a duração de 90 a 100 minutos. O REM acontece na segunda metade da noite, momento no qual pesadelos se desenrolam.

4 - Pesadelos x Terror noturno: Qual é a diferença?

Existe uma diferença entre tais aspectos. As crianças, após ter um pesadelo, recordam-se de muitos detalhes quando despertam de manhã. O terror noturno, por sua vez, mantém as crianças em sono profundo à medida que elas o experimentam. Quando despertam, não se recordam do que se passou à noite.

5 - Bebês têm pesadelos?

Deparar-se com esta pergunta aumenta nossa curiosidade, de maneira que questionamos: “Como é possível saber o que se passa na mente de um bebê?”. Em primeiríssimo lugar, graças aos avanços tecnológicos, felizmente é possível monitorar o sono de recém-nascidos e  crianças pequenas.

Teoricamente, acredita-se que os bebês tenham pesadelos, afinal, desde seu nascimento já possuem uma memória capaz de armazenar as impressões de cada experiência. No mais, ainda é difícil descobrir o momento exato em que um bebê passa a ter pesadelos. Também não é fácil saber quando os recém-nascidos estão tendo estes sonhos confusos, pois estas crianças não dão sinais físicos.

Entretanto, se um bebê desperta após um pesadelo, claramente demonstrará o desejo de ser consolado. Pegá-lo nos braços e tranquilizá-lo a partir de uma doce canção é o necessário para afugentar o susto, fazendo-o se sentir mais seguro.

Saiba que alguns objetos de estimação (como um brinquedo ou um cobertor) o farão se sentir mais seguro e relaxado. Outro conselho: antes de deitá-lo no berço, prive-o de qualquer contato com imagens televisivas fortes ou ruídos incômodos. Pesadelos não são reais e, portanto, não se preocupe se seu filho encara esse problema às vezes. Pesadelos não irão afetá-lo em hipótese nenhuma!

Se seu filho tiver pesadelos com frequência durante um mês, consulte um médico para diagnosticar possíveis problemas subjacentes. Boas noites de sono são fundamentais para o desenvolvimento de seu bebê!

6 - Cachorros têm pesadelos?

Cachorros sonham enquanto dormem, isso é fato. Pesquisadores até acreditam haver certa semelhança entre os sonhos destes animais com os dos homens. Mesmo antes de ler este trecho do artigo, certamente você deve ter visto, em casa, seu cachorro mexer-se ou soltar ganidos estranhos à medida que dormia.

No mais, se seu cachorro tem sonhos, é bem provável que o descanso dele também seja incomodado por algum pesadelo. Ainda não há uma forma de explorar a mente canina para decifrar seus sonhos. Por isso, resta-nos apenas questionar seu comportamento após vê-lo despertar inquieto ou assustado.

7 - Como evitar os pesadelos?

A seguir algumas considerações sobre como lidar com os pesadelos, tanto no caso de adultos quanto no de crianças. Saiba que, na área médica, ainda não existe nenhuma especialização para tratar de pacientes que tenham muitos sonhos conturbados. Agora, dicas:

  1. Deitar-se em um ambiente seguro e cômodo é aconselhável em caso de pesadelos.
  2. Se você tem pesadelos com frequência, pare e analise sua rotina diária, o que é útil para detectar os fatores que têm lhe causado estresse ou desconforto emocional: assistir televisão ou jogar videogame contribui para isso, por exemplo.
  3. Reveja seus hábitos antes de deitar-se.
  4. Manter a consciência ativa durante o sono é recomendável para lidar com pesadelos.

7.1 - Outras formas de prevenção

A higiene do sono é recomendável para afastar os pesadelos. Esta higiene inclui estabelecer uma rotina todas as noites antes de deitar-se e fazer com que a hora de dormir seja um momento confortável e relaxante.

Em caso de crianças:

  1. Deixar uma luz acesa à noite diminuirá o medo e a ansiedade.
  2. Falar sobre a inexistência de monstros e, em seguida, mostrar que não há nada de estranhosob a cama ou dentro do armário é essencial para afastar o medo.
  3. Usar da criatividade e imaginar um final feliz para cada pesadelo é algo que certamente encorajará seu filho antes de dormir.

Mais conselhos aos adultos:

  1. Evite assistir televisão ou usar o computador pelo menos uma hora antes de ocupar a cama.
  2. Mantenha um horário constante de sono.
  3. Evite qualquer tipo de trabalho na cama, seja para analisar um projeto ou estudar uma apostila.
  4. Reduza o consumo de cafeína no dia a dia.
  5. Busque exercitar o sonho lúcido.
Referência bibliográficas:
[1] https://www.emedicinehealth.com/nightmares/article_em.htm
[2]https://www.workingmother.com/momlife/13683407/do-babies-have-nightmares/
[3] https://terriblyterrier.com/can-dogs-have-nightmares/

Comentários

Leia também...

Sono, a fonte da juventude: mito ou verdade?

Pensar em fonte da juventude nos remete ao universo encantado das fábulas. No entanto, já dentro da realidade, a estória é outra... Enquanto não se encontra o manancial da vida, dá-se um jeitinho – correções feitas com Botox aqui, cirurgias plásticas lá... Contra as marcas do tempo, aposta-se muito em ideias mirabolantes e... Leia o artigo »

01/05/2019

Homeopatia pode ajudar no sono?

Contra a insônia e outros males que afetam o descanso noturno, há o auxílio de diversos métodos que, arrastando uma multidão de adeptos, são considerados medicinais e, ao mesmo tempo, alternativos (aqui, fazemos uma comparação à medicina tradicional). Dentre vários tratamentos que optam por remédios naturais, hoje falaremo... Leia o artigo »

29/01/2019

Conheça o sono Polifásico

A expressão “sono Polifásico” ainda soa estranho para muitos ouvidos. Você sabe o que estas duas palavras significam? De fato, tem a ver com um determinado padrão de sono bastante incomum.   Neste artigo, trazemos sua definição, possíveis efeitos colaterais, curiosidades e outras informações esclarecedoras. Boa leitura!... Leia o artigo »

27/09/2019

O que fazer para não dormir durante a aula?

A vida de estudante universitário não é fácil. Trabalhar e ao mesmo tempo dar conta dos estudos pode comprometer as horas de sono. Assim, é comum passarmos madrugadas em claro, folheando livros, cadernos e apostilas. Véspera de prova, então... uma loucura! Embora não seja um hábito saudável, compreendemos o fato de estas pessoas... Leia o artigo »

23/04/2020

Os benefícios do banho morno antes de dormir

Você sabia que um banho morno antes de deitar pode ajudá-lo a dormir melhor? Além dos beneficios de relaxamento, você coloca seu corpo em ‘modo sono’, tirando proveito da temperatura da água que efeta seu ritmo circadiano. Reduz sua temperatura corporal Um estudo feito pelo Centro Médico UT Southwestern [1] mostrou que a temperatura corporal ajud... Leia o artigo »

15/03/2016

Compartilhe

Preencha seus dados aqui e junte-se a 4910 pessoas e receba no seu email dicas para dormir melhor.

Sobre

Passamos em média 36% da nossa vida dormindo e sabemos que uma noite ruim de sono significa num dia não muito bom pela frente. Através da nossa loja e blog, nosso objetivo é ajudar você dormir melhor. Leia um pouco sobre nossa história.