'Dez vezes ao dia deves saber vencer-te a ti mesmo; isto cria uma fadiga considerável.' Nietzsche (Zaratustra)

Overdose de melatonina, é possível?

Capa post - Overdose de melatonina, é possível?

Texto: Postado em Curiosidades e Suplementos por Caio Cesar no dia 23 de Janeiro de 2019 .

Todo consumo feito em excesso pode colocar a saúde em risco. Cá entre nós: não se trata de uma grande novidade, porém (a fim de esclarecer dúvidas e orientar nossos leitores) hoje nosso artigo parte da seguinte questão: overdose de melatonina, é possível? Se você está curioso para saber, explore os próximos paragráfos e surpreenda-se! 

Boa leitura!

1 - O que é a melatonina?

A melatonina é uma substância natural, que está presente em seres humanos e, até mesmo, em seres microscópicos (bactérias). De acordo com a necessidade de cada um, também é possível adquiri-la em capsulas. Ela tem um papel importante em relação ao sono. Se você deseja conhecer melhor suas funções durante o repouso noturno, disponibilizamos um artigo completo, onde oferecemos uma definição detalhada e muito mais!

2 - Overdose de melatonina, é possível?

O termo inglês overdose significa “superdose”. Ainda que apresentar sua tradução pareça ser desnecessário ou redundante, optamos por esclarecer essa particularidade porque diversas pessoas acreditam que a overdose é (salvo consumo de drogas pesadas) uma condição inevitavelmente mortal. Enganam-se.

Tal engano se torna maior ao analisar o alto consumo de melatonina e suas consequências. O que acontece ao consumirmos melatonina em excesso? Há alteração em nosso ritmo circadiano (ciclo sono-vigília), e isso às vezes inclui efeitos colaterais nada agradáveis.

Contudo, é difícil definir o que seria uma overdose de melatonina, pois não há uma medida de consumo recomendável ou contraindicada de acordo com um parâmetro universal. Também é válido entender que algumas pessoas são mais “sensíveis” ao efeito da melatonina que outras. Assim, percebe-se que altas doses de melatonina variam seus efeitos colaterais de pessoa para pessoa, proporcionando para algumas uma experiência nula, por exemplo.

3 - Quanto de melatonina devo consumir?

Uma dose baixa de melatonina já é o suficiente para causar sonolência e não desencadear efeitos colaterais. Contudo, pode-se dizer que uma dose que contenha 0,2 - 5mg é, seguindo um uso inicial, considerada segura. Se o usuário deseja aumentar a dosagem, deve levar em consideração seu peso corporal, idade e os efeitos do suplemento.

4 - Superdoses de melatonina (sintomas)

De antemão, é importante observar que consumir melatonina em altas doses pode gerar um resultado contrário à sonolência, afinal, seu ritmo circadiano será interrompido. Os efeitos colaterais não param por aí! Melatonina em doses altas pode causar desorientação, sono no decorrer do dia e pesadelos durante o repouso. Outros sintomas:

  • Náuseas
  • Enjoo
  • Ansiedade
  • Dor de cabeça
  • Dor nas articulações
  • Irritabilidade
  • Diarreia

Em determinados casos, a superdose de melatonina é capaz de afetar a pressão arterial. Portanto, nesse caso, medicamentos que servem para controlar a pressão arterial podem diminuir o efeito da melatonina no corpo.

Não é aconselhável misturar melatonina com outros medicamentos, ainda mais se forem remédios relacionados à pressão arterial. Se você está interessado em consumir melatonina em capsulas, mas enfrenta problemas relacionados à pressão arterial, consulte antes o profissional responsável pela sua saúde.

Também é aconselhável que todos consultem seu médico antes de fazer uso de melatonina com algum medicamento de venda livre!

5 - O que não devemos tomar com melatonina?

Em meio a recomendações essenciais, podemos destacar duas: não se deve tomar melatonina com bebidas alcóolicas nem aquelas que contêm cafeína. Isso atrapalharia o ritmo circadiano e, é claro, afastaria consideravelmente a sonolência.

Outro fato interessante e digno de atenção é evitar o consumo de melatonina com anticoncepcionais. O anticoncepcional, por sua vez, já faz com que haja maior produção de melatonina no corpo, e combinar este medicamento com o referido suplemento produzirá uma consequência nada saudável.

Usuários que costumam consumir certos anticoagulantes também devem evitar o uso de melatonina. Caso contrário, a anulação do sangramento não acontecerá. A melatonina também deve ser evitada por quem toma corticosteroides a fim de combater doenças como artrite reumatoide ou lúpus.

5.1 - Quando devo procurar um médico?

A opinião de um profissional capacitado é indispensável antes de tomarmos qualquer medicação, e o mesmo deve ser feito em relação à melatonina. Não deixe de relatar ao seu médico efeitos secundários tidos após o uso do referido suplemento, de modo que, ao consumi-lo, é recomendável ir imediatamente ao hospital mais próximo caso sinta um desses sintomas:

  • Dor repentina no peito
  • Indisposição
  • Pressão arterial alta

Se fazer uso de melatonina não lhe tem sido uma experiência agradável, busque um especialista em sono. Com certeza ele descartará este suplemento e optará por outra forma de tratamento contra a insônia.

Referências bibliográficas:
[1] https://www.healthline.com/health/melatonin-overdose#outlook
[2] https://www.medicalnewstoday.com/articles/320094.php

Comentários

Leia também...

A influência da idade no sono: O que fazer em cada época da vida?

No decorrer da vida nosso corpo e nossa mente passam por diversas mudanças conforme envelhecemos. Seja na passagem para a infância, para a adolescência, na vida adulta ou na velhice, cada etapa apresenta seus próprios desafios biológicos, sociais e psicológicos. Um fator que muda em cada estágio e que tem sido alvo de diversas pesquisas é o son... Leia o artigo »

23/06/2017

Faz mal trabalhar ou estudar de madrugada?

Trabalhar ou estudar de madrugada: obrigação ou vantagem de uma rotina flexível. São muitas as pessoas que preenchem as horas noturnas com atividades. Você, por acaso, também troca o dia pela noite por causa de compromissos? Ainda que em nome da “responsabilidade”, faz mal ao corpo e à mente ocupar-se à noite em vez de do... Leia o artigo »

27/03/2019

Plantas que ajudam a bloquear o som

Plantas têm a incrível capacidade de harmonizar diversos ambientes. Dentro ou fora de casa, mostram-se versáteis, pois se adaptam a vários lugares e agradam todos os gostos, desde os mais exigentes até os modestos. Melhor ainda é saber que elas oferecem um preço acessível, vantagem para quem anda com pouco dinheiro, e poderá ver como um... Leia o artigo »

03/09/2018

15 Mitos sobre o sono revelados

Por mais de 2.500 anos, o sono vem sendo estudado e, mesmo assim, sabemos muito pouco sobre suas razões, causas e efeitos. Apenas no século passado cientistas começaram a estudar afundo sobre a psicologia do sono. Em 1928, a eletroencefalografia (EEG) foi usada pela primeira vez para gravar a atividade cerebral durante o sono. Mais recentemente, a ressonância magné... Leia o artigo »

09/02/2014

A cor do quarto pode afetar o sono?

Talvez você não perceba, mas detalhes acima de qualquer suspeita podem ser a causa de sua insônia. Por um instante, pare e observe cada item presente em seu quarto. Prateleiras, quadros, mesa... A cor da parede, por exemplo, pode ter algo a nos revelar, e por essa razão questionamos: a cor do quarto pode afetar o sono? Ficou curioso? Então, convidamos você pa... Leia o artigo »

15/01/2019