'A pior coisa é tentar dormir e não conseguir.' F. Scott Fitzgerald

O link entre a obesidade e a apneia do sono

Já falamos aqui que perder peso é o melhor tratamento para apneia do sono, dessa vez, no intuito de esclarecer melhor o problema, vamos falar sobre o link entre a obesidade e a apneia do sono.

Antes de continuar a leitura, se você não sabe o que é apneia do sono, temos um rápido artigo que explica melhor o problema. Leia aqui.

Para fins de entendimento, a obesidade é definida quando a pessoa tem o Índice de Massa Corporal (IMC) superior a 30, enquanto a obesidade mórbida é definida quando o IMC é maior que 40. E hoje, é estimado que 60% dos adultos em países industrializados estão com sobrepeso e pelo menos 30% são obesos [1][2]. Vale a pena mencionar também que recentemente a BBC Brasil publicou um artigo apontando as razões para a explosão de obesidade no Brasil.

Antes de continuar e falar sobre o link entre a apneia do sono e a obesidade, é necessário afirmar que a obesidade é a mãe das doenças metabólicas [3]. Além da diabetes (que tem crescido absurdamente), pessoas obesas infartam mais e até o câncer é mais prevalente em pessoas que estão acima do peso.

Apneia Obstrutiva do Sono (AOS) e a obesidade

A apneia do sono é um problema perigoso e crescente nos Estados Unidos e apesar da carência de fontes, o problema também é crescente aqui no Brasil, basta um simples acompanhamento do mercado do sono [4] para saber como a indústria do sono está lucrando cada vez mais com a falta de preocupação com a saúde que cada um de nós deve ter. A apneia do sono está inextricavelmente relacionada com a epidemia de obesidade.

Sabemos que a obesidade é considerada um importante fator de risco para o desenvolvimento e progressão da apneia do sono, diversos estudos já apontaram isso [5][6][7][8][9]. A prevalência de apneia em pacientes obesos ou com obesidade mórbida é quase o dobro dos adultos com peso normal.

Para se ter uma ideia do quanto a obesidade influencia na gravidade da apneia do sono, saiba que, pacientes com apneia do sono leve que ganham 10% do seu próprio peso tem o risco de ter a gravidade da apneia aumentada em 6 vezes, e uma perda de peso pode resultar numa melhora de 20% da severidade da apneia [9].

A obesidade afeta as pessoas com apneia do sono da seguinte forma: Devido ao aumento no tamanho da língua, amígdalas e na gordura do pescoço, as vias aéreas do indivíduo ficam obstruídas quando os músculos da garganta relaxam durante o sono. De fato, a circunferência do pescoço é um bom preditor da apneia do sono.

A pior parte é que não é apenas a obesidade que tem associação com apneia do sono, a qualidade de sono ruim resultante da apneiao do sono, tende a fazer com que as pessoas comam mais. Já falamos várias vezes aqui como a privação do sono está relacionada ao aumento de peso (item 8), e isso também se aplica a qualidade de sono ruim resultante da apneia do sono, já que parece haver uma relação entre os hormônios de fome e saciedade e a privação do sono.

Além disso, pessoas com apneia do sono frequentemente tem pressão alta, glicemia de jejum, colesteral alto e tudo isso pode ser piorado quando não há boas noites de sono. É um ciclo vicioso: A obesidade pode levar a apneia do sono, o que causa distúrbios hormonais que controlam os hábitos alimentares, levando a mais ganho de peso, maior pressão arterial entre outros problemas.

Obesidade, apneia do sono e as crianças

Além dos adultos, dados recentes mostram que crianças obesas tem uma prevalência de 46% de apneia do sono quando comparadas com outras crianças numa clínica pediátrica [10].

Essa descoberta é ainda agravada pela epidemia de obesidade entre crianças e adolescentes. Há dados sugerindo que crianças e adolescentes com apneia do sono tem seis vezes mais o risco de desenvolver alguma síndrome metabólica [11][12].

Fontes e referências:
[1] Romero-Corral A et al. Chest 2010.
[2] Ogden CL et al. JAMA 2006.
[3] http://www.bbc.com/portuguese/brasil-39625621
[4] https://www.forbes.com/sites/daviddisalvo/2015/08/06/how-the-sleep-industry-is-making-billions-from-your-lack-of-shuteye/#4fa2a2f92542
[5] https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/11254524/
[6] https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/11360149/
[7] https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17355775/
[8] https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16634984/
[9] https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/11122588/
[10] https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/18036414/
[11] https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17671060/
[12] https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17541017/
[ref] https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3021364/
[ref] https://www.healthcentral.com/article/obesity-and-sleep-apnea-whats-the-connection

Postado em Apneia do Sono no dia 25 de Julho de 2017

Comentários

Leia também...

Tratamentos para apneia do sono central e complexa

Já falamos aqui sobre as diversas opções de tratamentos para apneia obstrutiva do sono que é o tipo mais comum de apneia do sono, dessa vez vamos mostrar opções de tratamento para a apneia do sono central e complexa. A apneia do sono central é o tipo em que o cérebro falha em sinalizar os músculos responsáveis pela respira&... Leia o artigo »

08/03/2015

O que é apneia do sono?

A apneia do sono (a forma correta de escrever é apneia e não apineia) é um problema grave que ocorre quando a pessoa tem a respiração interrompida durante o sono. Pessoas com apneia do sono sem tratamento param de respirar repetidamente durante o sono, em alguns casos a respiração é interrompida centenas de vezes. Isso significa que o c&eacut... Leia o artigo »

06/03/2015

Implante médico para apneia do sono foi um sucesso em ensaio clínico

Resultados de um estudo clínico do dispositivo Inspire Therapy foram um sucesso de acordo com os resultados apresentados na Universidade da Pensilvânia pelos pesquisadores da Escola de Medicina Perelman. O objetivo do estudo foi verificar como o dispositivo se comporta na estimulação do nervo hipoglosso (considerado como o nervo motor da língua) em pacie... Leia o artigo »

23/07/2016