'Dormir bem é viver bem.' Dorminhoco.com

Aparelhos CPAP podem trazer riscos a saúde?

Capa post - Aparelhos CPAP podem trazer riscos a saúde?

Texto: Postado em Apneia do Sono e Ronco por Marcelo Morais no dia 29 de Janeiro de 2018 e última atualização dia 11 de Março de 2019 .

Como vimos aqui na loja, em várias postagens sobre apneia do sono, o aparelho CPAP é o tratamento padrão-ouro para esse distúrbio. Por isso, é muito importante que você tenha os devidos cuidados com a sua máquina para não ter mais problemas de saúde. No texto de hoje, além de falar sobre alguns riscos associados ao uso de aparelhos CPAP, também falaremos um pouco sobre os cuidados que você deve ter com seu dispositivo CPAP para, então, usufruir de todos os seus benefícios sem preocupações.

Talvez você se identifique com a seguinte pergunta: você costuma usar o aparelho CPAP contra a apneia, mas utiliza cada vez menos, pois é muito "chato" e difícil limpá-la? Caso sua resposta seja positiva, esse artigo é para você!

Antes da leitura, queremos deixar uma recomendação. Caso você precise comprar ou aluguar um aparelho CPAP/BiPAP visite o site do nosso parceiro, Mobiloc e aproveite o cupom DORMINHOCO5 para ganhar 5% de desconto na sua compra.

Embora possa parecer um incômodo manter seu equipamento CPAP sempre limpo, lembre-se de que é um aparelho vital para sua saúde, desde que seja realizada uma limpeza de forma eficiente e regular.  Enquanto a terapia CPAP não cura a apneia do sono, aqueles que seguem fielmente este tratamento experimentam, de fato, um alívio significativo quanto aos sintomas da apneia do sono. Fica a pergunta: você está realmente dando à sua máquina CPAP a atenção que ela precisa?

Boa leitura!

1 - Como saber se a minha máquina CPAP está suja e precisando de cuidados?

Da mesma forma que escovamos os dentes todos os dias, usando uma escova limpa para preservar a saúde dental, é importante manter sua máquina CPAP limpa. Já uma máquina suja afeta a função respiratória durante o sono e pode oferecer consequências negativas para a saúde. Como você descobre se sua máquina CPAP está suja e precisando de cuidados? Aqui estão três sinais mais comuns:

1.1 - Você continua doente

Os germes estão em todos os lugares, de modo que podem se espalhar facilmente em uma máquina CPAP. Diversos usuários de CPAP relatam sofrer de infecções frequentes, como sinusite e outras doenças, visto que o aparelho utilizado não está devidamente limpo, ou seja, há acúmulo de sujeira. Dica: elimine esse círculo vicioso e mantenha seu equipamento de sono higienizado para o uso diário. 

1.2 - Qual o odor?

Se o seu CPAP cheira a mofo, isso pode indicar a presença de patógenos dentro de seu equipamento. As máquinas CPAP podem ser o ambiente perfeito para convidados desagradáveis que gostam de se proliferar em ambientes úmidos e quentes. Não abra as portas para eles usando equipamentos que não estão completamente secos e cuidadosamente limpos.

1.3 - Pele irritada

Ao longo do tempo, as máscaras CPAP podem absorver o óleo e a impureza do rosto. Entrar em contato direto com esses resíduos pode irritar a pele. Também é importante entender que a pele irritada pode ser consequência de uma máscara inadequada – porém, o mais provável é que essa irritação seja causada por uma máscara suja!

Se você desenvolver uma rotina de limpeza, na qual seu aparelho CPAP será higienizado com regularidade, haverá o surgimento de um hábito saudável e indispensável, muito útil para preservar o equipamento e continuar a terapia. Talvez você esteja se perguntando: "Quem gosta de perder 15 ou 30 minutos diários limpando uma máquina CPAP?" Realmente: causa tédio desmontar a máscara e separar mangueiras e reservatório; parece haver mais trabalho quando limpamos, por exemplo, cada dobra interior sem perder a cautela! Mas, pensando bem, sua terapia CPAP tem proporcionado uma noite tranquila para você? Manter o dispositivo limpo é um pequeno esforço que certamente possibilitará melhores resultados para sua saúde!

Nosso corpo exige cuidados frequentes, como o banho e a limpeza dos cabelos. Não manter essa rotina de cuidados prejudica a aparência e pode até ser ruim para o convívio social. O mesmo conceito é aplicável ao seu dispositivo CPAP - não deixe que ele fique sujo! Esperamos que nosso recado seja um alerta para que você reflita sobre a importância de preservar sua máquina CPAP sempre limpa, pois pode ser que ela seja um dos itens mas sujos de sua casa e, ainda por cima, você a mantenha no rosto durante uma noite inteira. Seria muito desagradável confirmar esse fato, não é mesmo?

Pense na relação custo-benefício: sua saúde não vale esse "esforço"?

2 - Doenças que podem ser causadas pela má higienização da CPAP

A terapia CPAP é um dos tratamentos mais comuns para a apneia do sono e é amplamente considerada o tratamento não cirúrgico mais efetivo para essa doença. Embora, geralmente, seja um método seguro e indolor, existem alguns efeitos colaterais associados à terapia CPAP - mas a boa notícia é que eles são fáceis de resolver.

Se você começar a sentir um dos seguintes sintomas, a utilização da máquina CPAP suja pode ser a grande vilã:

  • Congestionamento
  • Coriza
  • Espirro
  • Dor de garganta
  • Irritação na pele
  • Irritação nas vias aéreas / pulmão
  • Infecção respiratória

Depois de identificar os sintomas, é hora de descobrir o porquê de eles estarem ocorrendo e o que você pode fazer para detê-los. Aqui estão alguns cenários prováveis, bem como algumas soluções simples. Vejamos!

A) Sua máscara CPAP não se adapta ao rosto de forma adequada

Se sua pele estiver sofrendo irritações, é provável que essa seja a razão. Felizmente, há muitos modelos de máscara, das mais variadas formas e tamanhos para você escolher. Consulte seu médico para saber mais sobre suas opções.

B) Você não está limpando sua máscara de forma adequada

A máquina CPAP é um dispositivo relativamente limpo. Contudo, ela pode acumular bactérias e vírus que vêm de seu próprio rosto ou do ar de sua própria casa, aumentando suas chances de ficar doente. Por esse motivo, é fundamental que você limpe o equipamento CPAP regularmente. Há algumas maneiras diferentes de fazer isso, como lavar as mãos com água e sabão, fazer limpeza química ou usar toalhas para limpar o aparelho CPAP sem perder a praticidade. No entanto, uma das maneiras mais fáceis e eficazes de limpar seu equipamento é com um dispositivo automatizado chamado SoClean® 2 Cleaner e Sanitizer, que elimina 99,9% dos germes que estiverem presentes na máquina CPAP.

C) Você precisa usar um umidificador aquecido

A terapia com CPAP pode fazer com que sua garganta fique dolorida, pois o ar que passa por ela tem a tendência de secar as vias aéreas. Uma forma de eliminar o referido problema é usar um umidificador aquecido junto à máscara. Assim, você terá maior conforto.

D) Você está deixando que a umidade se acumule na máscara e tubulação

É natural que haja humidade, especialmente se sua máscara CPAP tem um umidificador aquecido (é importante observar que muita umidade pode ser um terreno férfil para a proliferação de mofo, bactérias e vírus). Busque manter seu equipamento tão seco quanto possível após terminar de usá-lo. Também é necessário deixá-lo secar completamente após lavá-lo com água e sabão. 

3 - As máquinas CPAP são perigosas?

Durante anos, as máquinas CPAP (tradução livre: pressão positiva contínua nas vias aéreas) foram um tratamento amplamente utilizado contra a apneia do sono, desde a moderada até a severa. Embora sejam eficazes, tais máquinas têm a reputação de serem desconfortáveis. Pesquisas mostram que as máquinas CPAP também possuem riscos e possíveis efeitos colaterais. Antes de começar um tratamento contra a apneia do sono, busque conhecer bem os riscos e efeitos colaterais de cada máquina. 

4 - Riscos e efeitos colaterais das máquinas CPAP

Na maioria dos casos, os efeitos colaterais e os problemas relacionados às máscaras CPAP desaparecem após um tratamento contínuo. O mesmo efeito positivo também ocorre a partir de ajustes na máscara e/ou na quantidade de ar pressurizado fornecido pelo aparelho. 

Dentre os efeitos colaterais referentes ao uso das máquinas CPAP, podemos citar: (1) feridas e irritações (causadas pelo desgaste da máscara), (2) vias aéreas congestionadas, (3) dores de cabeça, (4) congestão nasal, (5) boca seca e (6) hemorragia nasal. Tais efeitos secundários ocorrem, em geral, durante o primeiro tratamento com a máquina CPAP. Porém, se os referidos sintomas se repetirem com frequência, eles podem afetar a saúde, aumentando o risco de infecção na garganta, sinusite e conjuntivite. 

Os riscos são raros, mas incluem desconforto no estômago e inchaço. Se você tiver alguma dessas complicações, interrompa imediatamente o tratamento e consulte seu médico!

Outro risco potencialmente fatal, ocasionado pelo uso de aparelhos CPAP, é o desenvolvimento de meningite. A meningite é uma infecção bacteriana que se manifesta no revestimento da medula espinhal e do cérebro. Trata-se de uma complicação muito rara, porém, fatal. A meningite associada ao uso de aparelho CPAP quase sempre resulta de uma infecção causada por uma sinusite não tratada. A meningite provoca os seguintes sintomas: dor de cabeça severa, sensibilidade à luz, sonolência, confusão, alteração na visão, pescoço rígido, febre alta e vômito. Todos estes sintomas são considerados uma emergência médica.

Alguns pacientes experimentam a sensação de sufocamento ao usar a máscara CPAP. Neste caso, é aconselhável usar um tipo diferente de máscara ou realizar técnicas de relaxamento antes de dormir. Isso poderá aliviar a ansiedade e sensações claustrofóbicas. 

5 - Possíveis efeitos colaterais

5.1 - Congestão nasal, dor de garganta, sintomas de alergia

Congestão nasal, olhos secos, hemorragia nasal, dores de cabeça e de garganta são alguns dos efeitos colaterais mais comuns, relatados no primeiro tratamento com CPAP. Quando estes sintomas são graves, existe um risco considerável de infecções de garganta, sinusite e conjuntivite. Ajustes para as configurações de pressão e a adição de um umidificador à máquina CPAP ajudarão a aliviar esses sintomas. Um spray nasal salino também é útil na prevenção da congestão nasal quando usado na hora de dormir. Em casos raros, hemorragias nasais graves podem ocorrer após o uso de CPAP. Estes requerem atenção médica.

5.2 - Irritação e feridas na pele

Pode ocorrer irritação da pele se uma máscara CPAP não for mantida limpa ou não se encaixar adequadamente. As feridas podem se desenvolver no rosto a ponto de sofrerem infecção caso não sejam tratadas. Os ajustes nas correias ou almofadas da máscara CPAP e limpezas regulares podem ajudar a prevenir a ocorrência de erupções cutâneas e feridas. A maioria das máscaras pode ser lavada com água morna e com sabão. No entanto, é importante ler cuidadosamente o manual de instruções do CPAP para obter instruções adequadas de limpeza e manutenção. 

5.3 - Risco de sufocamento

A sensação de sufocamento ou o medo de não respirar faz com que muitos pacientes com apneia descontinuem a terapia com CPAP. As máscaras CPAP são projetadas para melhorar a respiração e não representam risco de asfixia quando usadas conforme as instruções. Na maioria dos casos, o medo da asfixia resulta de ansiedade, sentimentos claustrofóbicos ou de uma máscara mal ajustada. Além disso, quase todas as máscaras incluem furos de ventilação com dióxido de carbono, permitindo que ele seja removido da boca e pela própria máscara no caso de faltar energia. Usar um tipo diferente de máscara ou realizar técnicas de relaxamento antes de dormir pode ajudar a aliviar a ansiedade.

5.4 - Maior risco de meningite

Um risco potencialmente fatal de uso de CPAP é o desenvolvimento de meningite. A meningite é uma infecção bacteriana que se manifesta no revestimento da medula espinhal e do cérebro. Esta complicação é muito rara, porém, fatal. A meningite associada ao uso de CPAP quase sempre resulta de uma infecção de sinusite não tratada. Os sintomas de meningite, como dor de cabeça severa, sensibilidade à luz, sonolência, confusão, alterações na visão, pescoço rígido, febre alta e vômitos são considerados uma emergência médica.

Excluindo as opções cirúrgicas, a terapia CPAP é o meio de tratamento mais eficaz para a apneia obstrutiva do sono, uma condição que afeta, em média, 12 milhões de homens e mulheres americanos. A Academia Americana de Otorrinolaringologia afirma que o uso de CPAP elimina quase todos os episódios de apneia quando usados ​​correta e continuamente. Sem um devido tratamento, a apneia do sono pode levar à hipertensão, problemas de memória, doenças cardiovasculares, dores de cabeça, impotência e aumento de peso. 

Não esqueça de consultar seu médico caso sinta alguns dos sintomas mencionados ao longo do artigo. Continue a acessar nossa loja e não deixe de assinar a nossa newsletter para se manter atualizado sobre as notícias mais recentes.

Referências
[1] https://sleepjunkies.com/sleep-apnea/germs-cpap-machine/
[2] https://www.soclean.com/sleep-talk/2014/08/11/sleep-apnea-patients-dirty-cpap-machine-making-sick/
[3] http://www.newjerseysleepapneasolutions.com/sleep-apnea-treatment-options/cpap-machines-dangerous/
[4] https://healthfully.com/danger-cpap-machines-5340594.html

Comentários

Leia também...

O que fazer hoje para evitar a apneia do sono?

Obter um diagnóstico e descobrir que você tem apneia do sono pode ser assustador, mas é uma condição com diversos tipos de tratamentos, até para o tipo mais grave de apneia do sono: a complexa. Para evitar e até diminuir a intensidade da apneia do sono, você pode encontrar diversos recursos que podem servir de auxílio, principalmente se ... Leia o artigo »

08/03/2015

Cirurgias comuns para apneia do sono

Em geral, cirurgias que servem para tratar a apneia do sono são apenas uma opção quando outros tratamentos falham. Na maioria das vezes, é feito pelo menos 1 - 3 meses de testes com outros tratamentos para apneia antes de considerar a cirurgia. Entretanto, pessoas que sofrem de apneia por conta de problemas no maxilar devem, em primeiro lugar, optar pela ... Leia o artigo »

08/03/2015

Como aliviar as marcas no rosto pelo uso de máscaras CPAP?

Quem costuma usar aparelhos CPAP tenta utilizá-los de maneira discreta, pois a apneia do sono e o próprio ronco são problemas particulares. No entanto, usar máscaras CPAP, por exemplo, pode ocasionar marcas no rosto, a ponto de serem reconhecidas! Gostaria de saber como diminuir as marcas? É o que explicaremos nas próximas linhas sem perder a clareza e a&n... Leia o artigo »

31/05/2015

Apneia do Sono x Risco de dirigir

A verdade é que temos muito pouco controle sobre o início do nosso sono. E há estudos que provam que as pessoas tem uma capacidade limitada para prever o início do sono, mesmo que eles pensem que possam [1] . Mas, e quando esse risco de dirigir está ligado junto com apneia do sono? Bem neste post vamos explicar sobre risco de dirigir relacionado à paciente... Leia o artigo »

14/11/2016

Tratamentos para apneia do sono central e complexa

Já falamos aqui sobre as diversas opções de tratamentos para apneia obstrutiva do sono, que é o tipo mais comum de apneia do sono. Desta vez, vamos mostrar opções de tratamento para a apneia do sono central e complexa. Durante a apneia do sono central, o cérebro falha em sinalizar os músculos responsáveis pela respiraç&atil... Leia o artigo »

08/03/2015