'O sono é a corrente dourada que une a saúde aos nossos corpos.' Thomas Dekker

Excesso de luz LED à noite e os efeitos na saúde

Capa post - Excesso de luz LED à noite e os efeitos na saúde

Texto: Postado em Diversos por Marcelo Morais no dia 25 de Abril de 2019 .

A sociedade moderna oferece uma quantidade enorme de luz. Temos luzes para nos guiar à noite, para nos prevenir dos perigos, para nos proteger. Estamos acordados até mais tarde graças às luzes artificiais. Contudo, apesar de todas as coisas boas que a luz nos possibilita, há também malefícios presentes em toda esta luminosidade - em particular, nos LEDs. Estes podem causar efeitos a nível mental e físico. É necessário, então, avaliar o balanço destes benefícios e malefícios!

Para quem segue nossa loja, o papel da melatonina não deve ser segredo. Este potente hormônio regula o sono! Ele é basilar no controle do nosso ciclo circadiano, conhecido como "relógio biológico". Conforme o pôr do sol se aproxima, mais e mais melatonina é produzida pelos nossos organismos. Porém, a exposição à luz artificial interfere neste processo.

Isto, em primeiro lugar, causa redução na sonolência. Estudos mostram que esta diminuição no sono pode desenvolver distúrbios como irritabilidade e problemas de memória, entre outras doenças. A claridade em nossa vida quotidiana, sempre ocasionada pelas luzes artificiais, é capaz de - paradoxalmente - escurecer nossa saúde psicológica, conforme estudos que demonstram uma correlação positiva entre o nível de luminosidade noturna e os níveis de depressão. Ciclos corretos de sono podem, através dos níveis de cortisol e de melatonina, ajudar a combater o cancro. Ainda que não seja uma arma para combater especificamente os estágios de evolução do cancro, pode enfraquecer o aparecimento dos mesmo, reforçando o papel de uma boa noite de sono. 

É, portanto, uma boa ideia reduzir o nível da luz à qual nos expomos durante as horas noturnas, levando mais em consideração as de LED! Mas não pense que a luz artificial é algo totalmente negativo, de maneira que é necessário livrar-se disso por completo. Não. A exposição à luz dos LCDs/LEDs consegue melhorar os nossos níveis de atenção e o tempo de reação/disposição durante o dia - embora, à noite, cause desordem em nossos relógios biológicos, criando a ilusão de estarmos acordados além da hora devida. Felizmente, as luzes vermelhas/laranjas não são prejudiciais ao sono, pois reprimem menos a produção de melatonina. 

Algumas sugestões a seguir para reduzir os problemas do uso de luzes à noite, a fim de melhorar sua disposição durante o dia. Vejamos:

  • Desligue os aparelhos eletrónicos: 1 hora antes de ir para a cama, evite o uso de equipamentos que emitem luz brilhante ou LED. Caso haja esta opção, coloque os dispositivos em "modo noturno", para que transmitam luz de tonalidade laranja ou vermelha (como dito anteriormente, não têm tanto efeito negativo).

  • Transforme seu quarto em um lugar tranquilo: Afaste qualquer fonte de luz brilhante, para evitar a tentação de usá-la enquanto estiver na cama.

  • Instale filtros no smartphone: Caso você não consiga se manter longe dos dispositivos, poderá instalar App's que filtram a luz do smartphone, por exemplo.

  • Escuridão é a melhor amiga: Quanto mais escuro o quarto, melhor! Instale cortinas escuras, feche as portas, procure a escuridão completa!

  • Diminua a força da luz: Instale interruptores com controlo de luminosidade. É recomendável permanecer em ambientes à meia luz antes de deitar-se.

  • Acorde com o sol: Acordar com a luz solar é a melhor maneira de despertar-se. Por isso: ou tenha cortinas programadas para abrir à hora de amanhecer, ou abra você mesmo a cortina bem cedinho. 

Comentários

Leia também...

Saiba as consequências de dormir pouco e mal

Alguns dos principais efeitos de uma noite de sono ruim é se sentir grogue, lento, as vezes mal humorado e não conseguir aproveitar o dia ou dar o seu melhor no trabalho ou estudo. Esses são efeitos conhecidos, mas a privação do sono também traz consequências profundas para sua saúde física e mental. O custo de dormir pouco e/ou mal &ea... Leia o artigo »

11/03/2017

O que é polissonografia?

Já falamos diversas vezes aqui sobre apneia do sono e como o exame de polissonografia é capaz de detectar o problema, mas nunca falamos sobre o que é, como funciona, como se preparar e o que esperar do exame de polissonografia que também é utilizado para identificar outros problemas além da apneia do sono como ronco, dispneia à noite, sonolênc... Leia o artigo »

06/05/2017

Posições para dormir: descubra os prós e contras de cada uma

Não é novidade que uma boa noite de sono é capaz de fazer milagres, certo? Mas você sabia que a posição do corpo sobre a cama também influencia na qualidade do sono e pode tanto aliviar quanto intensificar dores e outros problemas de saúde? Durante uma noite, um adulto muda mais de dez vezes de posição. Porém, apesar deste... Leia o artigo »

19/05/2017

Hackeando seu sono entendendo os ciclos do sono e o ritmo circadiano

"Todos devemos dormir pelo menos 8 horas por noite." Eu sei, todos já escutamos isso umas dezenas de vezes... Uma regra simples para um hábito difícil de seguir. Dormir bem é muito mais que dormir as 8 horas por noite tanto recomendadas por especialistas. Na verdade, essas 8 horas por noite é uma média por adulto, já que um adulto saudável po... Leia o artigo »

08/03/2017

Triste, psicótico e estúpido - Quando a falta de sono se torna um pesadelo

A importância do sono nos serve além de manter uma boa aparência. Na contramão de crenças antigas, dormir está longe de ser uma atividade passiva, pois processos fisiológicos são realizados durante o sono. Dormir nos possibilita ajustar as diversas funções contidas em nosso corpo, beneficiando, principalmente, o cérebro. De... Leia o artigo »

02/06/2018