'Dormir bem é ter vida.' Dorminhoco.com

Colchão firme ou macio? Qual o melhor?

Capa post - Colchão firme ou macio? Qual o melhor?

Texto: Postado em Colchões por Marcelo Morais no dia 11 de Janeiro de 2018 e última atualização dia 19 de Julho de 2018 .

O alinhamento incorreto do corpo e um colchão inadequado pode impedir que você desfrute de um sono profundo e restaurador. Muitas pessoas ficam na dúvida sobre qual tipo de colchão proporciona o melhor benefício.

Pode até parecer fácil, mas não é nada simples escolher o colchão mais adequado. Por exemplo, se alguém perguntar para você se o seu corpo está corretamente alinhado durante o sono, você pode até estranhar a pergunta, não é mesmo? Sim, verdade. É uma pergunta que pode soar bem estranha, pois estamos acostumados com outra pergunta bem mais comum: Você dormiu bem? Pois é, saiba que nesse caso as duas perguntas significam a mesma coisa! Quer saber por quê? Acompanhe o post de hoje e descubra!

O post está dividido como mostra a estrutura abaixo:

1 - Por que ficamos confortáveis com uma postura imprópria quando dormimos? 

O senso comum determina que qualquer postura na qual você possa dormir confortavelmente é boa para você. No entanto, é uma questão a ser considerada por dois motivos: justamente a posição em que você está se sentindo confortável para dormir pode impedir que seu corpo se alinhe e esse desalinhamento pode causar vários problemas de saúde a longo prazo. Entre outras coisas, o desalinhamento pode causar dor nas costas ou piorá-la e afetar tanto a qualidade quanto a quantidade de seu sono. A privação do sono ou a má qualidade do sono, por sua vez, pode afetar a sua saúde física e psicológica.

A posição confortável quando dormimos pode não ser a ideal, mas em primeiro lugar por que ficamos confortáveis com uma postura imprópria? A resposta reside na natureza inerente do corpo humano. Sabemos que o corpo humano é muito adaptável. Ele se ajusta automaticamente para adaptar-se a qualquer desalinhamento. Se o seu corpo não está alinhado adequadamente, ele se posicionará de forma a impedir qualquer desalinhamento prevalecente. O conforto, por si só, pode ser uma resposta adaptativa e pode não ser necessariamente o melhor para sua saúde.

2 - Importância do alinhamento quando dormimos 

Você pode se perguntar: eu costumo ter sonolência diurna, dor de cabeça, fadiga e/ou falta de concentração após uma noite de sono? Se a resposta for sim, é provável que seu corpo esteja mal alinhado durante o sono.

Para ser mais específico, você pode estar respirando de forma inadequada durante o sono. Existe uma relação clara e direta entre o alinhamento do corpo, a respiração e a qualidade do sono. O desequilíbrio estrutural no corpo afeta a respiração, o que, por sua vez, afeta a qualidade do sono. Quando a coluna vertebral está em sua posição natural - uma posição na qual o pescoço (coluna cervical), as costas (coluna torácica) e a parte inferior das costas (lombar) estão em bom alinhamento - nossos pulmões são capazes de manter mais oxigênio. O fluxo adequado de oxigênio durante o sono facilita o bom funcionamento do sistema nervoso parassimpático (SNPS), o que induz e promove o relaxamento. Por outro lado, o fluxo reduzido de oxigênio causa um excesso de produção de cortisol (hormônio do estresse) e adrenalina, o que impede o relaxamento do corpo. O alinhamento correto do corpo durante o sono também promove uma circulação sanguínea adequada em todo o corpo e alivia a dor nas articulações, o que ajuda você a dormir bem.

Em qualquer posição que você durma, é importante que você mantenha uma posição "neutra na coluna" (a posição da coluna neutra é a mesma que a posição natural da coluna vertebral).

3 - Colchão duro x colchão macio 

O colchão em que você dorme tem uma enorme influência no seu equilíbrio estrutural. Se o colchão não for apropriado, ele pode criar, mascarar e/ou piorar desequilíbrios estruturais, o que pode prejudicar o sono. Também pode levar a problemas de saúde como apneia do sono e dor nas costas. Alguns dizem que o colchão duro é melhor do que o colchão macio, outros dizem que um colchão macio é melhor, e alguns dizem que qualquer tipo de colchão com o qual você se sinta confortável é o ideal para você. No entanto, acredita-se que não é só a firmeza do colchão, mas sim a capacidade de ajustar as partes do seu corpo corretamente. O alinhamento adequado é fundamental para a prevenção das dores de coluna, o que pode levar à interrupção do sono.

3.1 - Ergonomia do sono

A nova ergonomia do sono determina que quando se trata de colchões, menos é mais. Quanto menor for o colchão, mais provavelmente ele suportará ou facilitará a posição natural da coluna vertebral durante o repouso diário. De acordo com a ergonomia do sono, para desfrutar de uma boa noite de sono é necessário que os ossos do nosso corpo encontrem alguma resistência e esse “detalhe” pode ajudar a melhorar a qualidade e a quantidade das suas horas de sono. Quando você se deita sobre um colchão duro, seus ossos tendem a exercer mais pressão. Isso, por sua vez, libera seus músculos e permite que suas artérias e veias relaxem. Como resultado, a circulação sanguínea no corpo melhora, ajudando você a dormir melhor.

O outro benefício de um colchão duro é que ele impede que a parte inferior das costas se desajuste quando você se deita sobre ele. Isso garante que suas vias aéreas não sejam comprimidas, permitindo que você inale mais oxigênio. Um amplo consumo de oxigênio, como já vimos, é crucial para um bom sono. Por sua vez, um colchão macio pode ser desvantajoso para pessoas saudáveis, pois pode fazer com que as costas se desalinhem ao deitar-se. Quando a parte de trás das costas é comprimida, os pulmões não conseguem absorver tanto oxigênio, o que pode impedir que você durma bem.

Mudar para um colchão duro depois de dormir durante muitos anos em um colchão macio pode não ser nada fácil. Você pode se sentir um pouco desconfortável durante as primeiras noites. A sensação de desconforto geralmente se dissipa dentro de alguns dias. Dito isto, as pessoas que têm problemas de saúde como dor nas costas, reumatismo, artrite, capilares fracos ou escoliose não devem usar um colchão duro.

3.2 - Benefícios do colchão duro/firme

  • Facilitam a posição da coluna neutra, mantendo seu corpo mais ereto;
  • Reduzem a pressão sobre o seu sistema de circulação, permitindo que o sangue flua melhor;
  • Protegem a parte inferior das costas, o que permite inalar mais oxigênio enquanto você está dormindo;
  • Eles permitem o uso de acessórios como travesseiros na cabeça e entre os joelhos;
  • O corpo humano pode se adaptar a dormir em um colchão duro e a sentir-se confortável.

3.3 - Contras do colchão duro [Voltar para o topo]

  • Mudar de um colchão macio para um colchão duro pode ser desconfortável por vários dias;
  • Estudos sugerem que os colchões duros não são uma boa opção para pessoas com problemas da parte inferior das costas (artrite, artrose, escoliose, dentre outros);
  • Pode ser mais difícil notar as diferenças de firmeza entre colchões mais duros, e alguns podem não ser firmes o suficiente;
  • Poucos locais anunciam seus colchões como "duros e sólidos". Em vez disso, anunciam como "macios e luxuosos", prolongando o problema das pessoas que estão prejudicando seus corpos dormindo no tipo errado de colchão;
  • O peso corporal pode eventualmente criar desvios na coluna;

3.4 - Benefícios do colchão macio

  • Os colchões macios podem reduzir a dor nas costas e ajudar as pessoas que estão envelhecendo a lidar com os problemas de dores nas articulações;
  • Pessoas mais magras e mais leves podem dormir em um colchão de firmeza média e desfrutar do conforto sem sacrificar o apoio da coluna;
  • Os colchões macios podem ser uma opção melhor para pessoas que dormem de lado, especialmente para aquelas que dormem em posição fetal;
  • A suavidade do colchão macio pode ser otimizada através do uso de almofadas, permitindo um colchão firme com um pouco mais de suavidade na cabeceira;
  • As pesquisas continuam a investigar as maneiras corretas de apoiar o corpo, mesmo quando se utilizam colchões mais macios;

3.5 - Contras do colchão macio

  • A suavidade pode pressionar a coluna para fora do correto alinhamento e reduzir a qualidade do sono;
  • Os colchões macios podem ser mais caros do que os mais duros;
  • Duas pessoas podem discordar do grau de maciez que desejam em uma cama, tornando o processo da escolha bem mais difícil;
  • Os colchões macios tendem a se tornar mais macios ao longo do tempo e podem deixar de ser apropriados após alguns anos de uso;
  • Tendem a resultar em uma satisfação abaixo da média;

4 - Estudos científicos 

Um estudo apontou que um colchão macio pode ser benéfico para pessoas com problemas nas costas, refutando a antiga crença de que as pessoas com problemas nas costas devem dormir apenas em superfícies duras.

Aqui estão os detalhes do estudo: pesquisadores analisaram o efeito dos colchões em 313 participantes que sofriam de dor nas costas. Os participantes foram divididos aleatoriamente em dois grupos. Um grupo foi convidado a dormir em um colchão firme que tinha uma classificação de suavidade de 2,3 em uma escala até 10. O outro grupo foi convidado a dormir em um colchão de firmeza média que tinha uma classificação de 5,6. A duração do estudo foi de 90 dias. Os pesquisadores avaliaram os pacientes no início do estudo e após a conclusão dos experimentos. Os pacientes também foram solicitados a avaliar sua condição diariamente e a avaliar em uma escala de 1 a 10 a intensidade da dor que sentiam ao deitar na cama, a intensidade da dor durante o sono e o grau de desconforto ou dor que experimentaram durante o dia em uma escala de 1 a 10.

No final do estudo, todos os participantes experimentaram melhora em sua condição. No entanto, os participantes que dormiram em um colchão de firmeza média por 90 dias tiveram melhores resultados. A condição dos participantes que experimentaram dor nas costas enquanto estavam deitados melhorou até 80% em um colchão de firmeza média e 70% em um colchão mais duro. O grau de desconforto experimentado durante o dia diminuiu impressionantes 50% para os participantes que usaram um colchão de firmeza média e 30% para aqueles que dormiam em um colchão duro. Em geral, os participantes que dormiram em um colchão de firmeza média durante o experimento tiveram menos propensões para solicitar qualquer tratamento para a dor.

O Dr. Francisco Kovacs, da Fundação Kovacs em Palma de Mallorca, que liderou o estudo, disse que os resultados poderiam mudar a forma como o tratamento é administrado. "Nossas descobertas enfatizam que as recomendações para a vida diária, como o tipo de colchão a usar, podem ter um efeito relevante no curso clínico da dor lombar", afirmou.

A medicina tradicional acredita que os colchões duros ajudam a aliviar a dor nas costas e estima-se que 75% dos médicos ortopedistas ainda recomendam um colchão duro. Mas os resultados desse estudo publicado no The Lancet derrubam tais ortodoxias. Os resultados da pesquisa na qual os pacientes que dormiam em um colchão de "firmeza média" sofreram menos dor nas costas ao dormir do que aqueles que dormiam em um colchão "firme" foram decisivos para a quebra de algumas dessas crenças. Uma possível razão para os resultados pode ser a de que os colchões mais macios colocam menos pressão sobre os ombros e os quadris e permitem que as pessoas durmam mais naturalmente.

O estudo é o primeiro do tipo e é provável que convença muitos médicos a mudarem completamente seus conselhos para pacientes com problemas na coluna. Embora os pacientes não estivessem conscientes do tipo de colchão que eles estavam recebendo, de forma geral percebiam corretamente a firmeza de seu colchão. A crença geral de que" mais duro significa melhor "reduziu o efeito positivo do colchão de firmeza média na análise geral da pesquisa devido aos fatores psicossociais. (justamente a crença arraigada de que necessariamente os colchões duros são os melhores).

Jenny McConnell, especialista em dor nas costas da Universidade de Melbourne, afirma: "Essas descobertas são um alívio para os clínicos que não estão apenas lutando com o gerenciamento diário de pacientes com dor lombar crônica, mas também são constantemente bombardeados pela falta de eficácia das intervenções terapêuticas. Até agora, houve pouca evidência empírica para apoiar as recomendações de um clínico ". O Dr. McConnell acrescenta que o próximo passo é tentar identificar cientificamente por que os colchões ligeiramente mais macios são melhores. "Talvez exerçam menos pressão sobre os ombros e os quadris do que o colchão de firmeza média e possa permitir que os indivíduos permaneçam na posição fetal, o que pode ser melhor para controlar os sintomas de dores na coluna", disse ela. A professora Maureen Simmonds, chefe de ciências de reabilitação da Universidade de Southampton, disse que o estudo foi útil ao agregar conhecimento na área. "No passado, a dor nas costas muitas vezes foi mal interpretada e mal administrada", disse ela. "Uma das dificuldades com os colchões é que as pessoas não conseguem escolher qual é melhor para sua coluna antes de comprá-lo. Os resultados da pesquisa fornecem, pelo menos, algum tipo de respaldo médico para a escolha correta do colchão".

5 - Alinhamento da coluna

O alinhamento adequado do corpo durante o sono é necessário, pois permite que você aproveite a boa noite de sono. Seu colchão afeta o alinhamento do seu corpo, o qual influencia a qualidade do sono. A dica é sentir não só a firmeza, mas também o material que distribui o peso corretamente.

6 - Como escolher o colhão adequado 

O colchão correto age corrigindo e/ou amenizando os atuais desequilíbrios estruturais do corpo, facilitando a circulação e impedindo o corpo de se desalinhar durante o sono. Dormir em uma superfície dura pode ser bom para as costas e para o alinhamento do corpo. Uma superfície mais firme para dormir ajuda a relação do corpo com a gravidade. Esta é uma prática terapêutica disponível para todos nós que funciona enquanto dormimos.

A indústria do sono depende de afirmações ousadas de que um colchão ou travesseiro superará outro. Algumas das promessas são tentadoras como uma noite de sono como nunca antes. Sabemos que o sono e a saúde estão intimamente relacionados. Porém ainda não existe uma definição científica de "conforto".

Se você quiser descobrir se você se sentiria melhor com um colchão mais duro do que o que está usando atualmente, tente colocar uma placa de madeira debaixo do colchão para reduzir o movimento ou tente colocar o colchão no chão. Claro, você também pode ir a um showroom de colchões e testar uma variedade de modelos. Mas tenha em mente que sentir-se confortável por alguns minutos sobre um colchão em uma loja não significa que você terá uma boa noite de sono nele.

Um teste mais confiável é observar como você se sente depois de dormir em diferentes tipos de colchões enquanto estiver fora de casa - por exemplo, em um hotel ou na casa de amigos e parentes.

7 - O melhor colchão para dores na coluna lombar 

A dor nas costas é uma das principais razões pelas quais as pessoas começam a perder a mobilidade na meia-idade. A dor faz com que as pessoas deixem de praticar atividades físicas, tornando mais difícil a manutenção do peso saudável, força, resistência e equilíbrio à medida que envelhecem. Portanto, tratar a dor nas costas resultantes de lesões ou problemas de saúde é crucial para uma vida saudável e ativa. Considerando que a maioria das pessoas gasta aproximadamente um terço de suas vidas dormindo, escolher o colchão certo é essencial para administrar e amenizar a dor na lombar. A qualidade do sono que você desfruta à noite pode representar uma grande diferença para que você fique bem no dia seguinte para suas atividades rotineiras.

No passado, os médicos recomendavam colchões muito duros. Mas uma pesquisa com 268 pessoas com dores na lombar descobriu que aqueles que dormiam em colchões ortopédicos (muito duros) tinham um sono de má qualidade. Não houve diferença na qualidade do sono entre aqueles que usaram colchões de firmeza média e duros.

Colchões macios, por outro lado, também podem ser problemáticos. Enquanto um colchão macio que está em conformidade com as curvas naturais do seu biotipo pode ajudar as articulações a se alinhar favoravelmente, você também pode afundar tão profundamente que suas articulações podem ficar doloridas e você pode ter sérios danos no futuro, como hérnia de disco, dentre outros problemas.

8 - Fim das controvérsias?

As respostas não são definitivas e as promessas não são respaldadas, ou são respaldadas por estudos não definitivos. Mesmo os termos "conforto", "macio" e "saudável" não são definidos. Nenhum estudo até hoje mediu os importantes indicadores de saúde, como pulso, frequência cardíaca, níveis de hormônios do estresse relacionados ao tipo de superfície que está sendo usada para dormir. Trocando em miúdos: a indústria do sono ainda tem um longo caminho para desbravar em termos de colchões. Muito já foi descoberto, porém ainda há uma longa estrada a ser percorrida. Vamos de ficar de olho nas últimas pesquisas e descobertas.

Então, no post de hoje vimos que a escolha do colchão adequado depende de muitas variáveis e de condições de saúde específicas de cada pessoa. Portanto, consulte seu médico ortopedista para maiores orientações sobre o tipo de colchão ideal para sua saúde.

Assine a nossa newsletter para obter gratuitamente as notícias mais recentes.

Fontes referências:
[1]https://www.health.harvard.edu/pain/what-type- of-mattress-is-best- for-people-with-low- back-pain
[2]https://www.bewellbuzz.com/body-buzz/hard- mattress-soft-mattress/
[3]https://www.landofsleep.com/blog/5-pros- cons-of- hard-vs.-soft-mattresses

Comentários

Leia também...

Colchão firme ou macio? Qual o melhor?

O alinhamento incorreto do corpo e um colchão inadequado pode impedir que você desfrute de um sono profundo e restaurador. Muitas pessoas ficam na dúvida sobre qual tipo de colchão proporciona o melhor benefício. Pode até parecer fácil, mas não é nada simples escolher o colchão mais adequado. Por exemplo, se alguém pergunt... Leia o artigo »

11/01/2018

Dicas de como limpar seu colchão

O colchão é um item fundamental em qualquer dormitório. Ele não apenas se destaca pelo tamanho, como também desenvolve um papel importante para com a saúde. Um colchão de má qualidade atrapalha o descanso noturno, causa dores nas costas, no pescoço e, principalmente, danos irreparáveis na coluna - afinal de contas, gastamos apro... Leia o artigo »

30/05/2018

Como saber quando trocar o colchão?

Quando chega a hora de trocar o colchão, muitas vezes é difícil nos desfazer do colchão antigo. Conhecida por ansiedade da separação, a grande maioria das pessoas tende a ignorar os sinais de que seu colchão está desgastado até os últimos minutos. Então, quando você finalmente toma a decisão de desapegar, voc... Leia o artigo »

28/02/2018

Dicas para comprar o colchão ideal

Você passa cerca de 1/3 de sua vida dormindo. Se esse tempo que você passou deitado foi bom ou ruim, isso pode depender muito do seu colchão, que oferece impacto diretamente na qualidade do sono.   Uma das formas que o colchão afeta seu sono tem a ver com a pequena rede de vasos sanguíneos (capilares sanguíneos) que ficam sob a pele. Quando vo... Leia o artigo »

09/02/2014