'Paz com Deus e com o próximo: assim o quer o bom sono.' Nietzsche (Zaratustra)

Posso dar chá para meu bebê dormir?

Capa post - Posso dar chá para meu bebê dormir?

Texto: Postado em Bebês e Crianças e Chás & Ervas por Marcelo Morais no dia 20 de Abril de 2014 e última atualização dia 24 de Agosto de 2018 .

A chegada de um bebê é tão quente e rejuvenescedor quanto o primeiro dia do verão. Pais, avós e parentes se rendem à tamanha fofura e já lhe desejam um futuro feliz e brilhante. Apesar de todo o encanto, os primeiros anos de vida do bebê requerem cuidados especiais!

Um dos problemas mais comuns é fazer com que o bebê durma bem, e se possível: a noite inteira. Mas, infelizmente, a maioria dos bebês acorda de hora em hora para ser amamentado até os três ou quatro meses de idade. Já por volta dos seis meses, os bebês dormem por, pelo menos, cinco horas consecutivas. 

É comum que alguns adultos tomem diversos tipos de chás para ajudar no sono, mas será que é permitido dar o mesmo chá para um bebê?

Uma pesquisa nos Estados Unidos [1] mostrou que cerca de 9% das mães dão chá para bebês com menos de 1 ano de idade. Acredito que, no Brasil, não seja diferente. Já conheci mães que dão chá para bebês, e é normal encontrar muitos relatos e dicas pela internet de mães indicando diversos tipos de chá para tratar diversos problemas, como cólicas e também ajudar o bebê a dormir melhor.

“Porque as pessoas pensam e sabem que ervas são naturais, assim como a amamentação, não tem problemas usar ambos.” Diz Sara B. Fein PhD especialista em ciência do consumidor pela FDA (Food and Drug Administration).

A dúvida ainda é sobre a segurança de dar chás aos bebês devido à quantidade pequena de estudos. “Crianças não são pequenos adultos. Elas têm um metabolismo diferente, órgãos que crescem rapidamente e há preocupações com qualquer coisa quando se trata de bebês e pequenas crianças”, diz Sara. Segundo pediatras, o recém-nascido, antes dos seis meses de idade, não necessita de nada além do próprio leite materno. 

Mas o pediatra Kathi J. Kemper diz: “Nós não vemos bebês nas salas de emergência porque engeriram uma quantidade tóxica de chá de ervas.” No geral, Kathi diz que o estudo [1] é significativo, pois faz um balanço de quantas vezes e para quais doenças pessoas usam ervas em bebês.“Eu acho que é uma contribuição muito importante porque nos diz muito mais do que sabíamos antes sobre a prevalência do uso de ervas e chás em bebês”, completa Kemper, que não estava envolvido no estudo.

No estudo, os pesquisadores analisaram cerca de 3 mil mulheres grávidas antes dos seus bebês nascerem e, em seguida, em intervalos regulares durante o primeiro ano do bebê. Todas as mulheres tinham, no mínimo, 18 anos de idade.

As quatro razões pelas quais mães deram chá para seus bebês têm a ver problemas digestivos, cólicas, choro excessivo e para ajudar no sono. Algumas das ervas para chás mais utilizadas eram erva-doce e camomila. Outras ervas, chás e óleos naturais menos utilizados incluem chá de crisântemo, óleo de cravo, astrágalo confrei, chá de sabugueiro, óleo de linhaça, óleo de alho, extrato goldenseal, extrato de uva, marroio, chá de limão, óleo de laranja, chá de laranja, chá vermelho framboesa, chá de folhas de alecrim e casca de carvalho branco.

Algumas ervas, como camomila, valeriana (erva-dos-gatos) e erva-cidreira, além de servirem para chá, podem ser usadas para fazer um travesseiro de ervas e também serem incluídas no banho, para ajudar o bebê a relaxar e dormir melhor. 

No geral, até que seu filho complete seis meses de idade, é bom evitar qualquer suplemento, chá ou outra coisa que não seja a amamentação. Dar chá de camomila ou qualquer outro antes dos seis meses pode resultar em excesso de consumo de água.

Se optar em usar, fale com um pediatra antes, para saber a quantidade ideal. De acordo com algumas indicações, o ideal é usar 1/3 da quantidade usada ao fazer chás para adultos.

Diversos tipos de chá podem ser seguros para seu bebê, mas existem alguns que podem ameaçar a saúde da criança, como o chá de hortelã-pimenta, por exemplo. Se o nível de metanol presente no chá de hortelã-pimenta for alto demais, o bebê pode ter um efeito adverso e levá-lo à asfixia. Para ter certeza que você não está colocando a vida do seu filho em risco, sempre consulte um pediatra antes de dar qualquer medicação, tratamentos ou suplementos, incluindo chás.

Outras dicas para fazer seu bebê dormir

Por causa de riscos que alguns chás podem oferecer ao seu bebê, existem outras coisas que você pode fazer para colocar seu bebê para dormir:

  • Dê um banho morno. Isso ajuda a relaxar e facilita o bebê a adormecer.
  • O banho morno também pode ser acompanhado de ervas que relaxam, como camomila, valeriana ou melissa.
  • Amamente-o. É difícil para bebês dormirem se estiverem com fome.
  • Verifique a temperatura do quarto. Especialistas dizem que o ideal é entre 16 e 20 graus celsius [2].
  • Verifique se há barulhos externos que possam incomodar o sono do bebê, garanta que o quarto fique totalmente silencioso ou experimente usar uma máquina de ruído branco.
  • Encontre um jeito de fazê-lo adormecer. Isso é diferente para cada bebê. Uns adormecem mais fácil enquanto a mãe lê um livro, canta ou balança. Teste e veja o que funciona para seu filho.
  • Apague as luzes e garanta que o quarto fique totalmente escuro. Isso mostra que é hora de domir. O bebê vai se acostumando com esse hábito e irá associá-lo ao sono.
Fontes e referências:
[1] http://pediatrics.aappublications.org/content/early/2011/04/27/peds.2010-2294
[2] http://www.madeformums.com/baby/babys-room-temperature-essentials/35795.html
[3] http://www.webmd.com/parenting/baby/news/20110429/moms-are-giving-babibes-herbal-supplements-teas

Comentários

Leia também...

Qual a melhor posição para mulheres grávidas dormirem?

Dormir com um barrigão não deve ser fácil, principalmente se antes de ganhar o bebê você tinha o costume de dormir de bruços e durante a gravidez precisa mudar de posição. Então, qual a melhor posição para mulheres grávidas dormirem? Depois do quinto mês, suas costas provavelmente não são as mesma... Leia o artigo »

11/01/2015

Amamentação noturna X sono - Tudo que você precisa saber

Todos os cuidados devem cercar o recém-nascido. Trata-se de uma vigília constante. À noite, o cansaço aumenta e parece ser maior que o próprio zelo materno – só parece... Qual mãe nunca deixou de lado algumas horas de sono para dar de mamar aos filhos? Cena nobre e ao mesmo tempo comum em tantos lares...  O leite materno é... Leia o artigo »

27/04/2020

É melhor bebês dormirem com ou sem travesseiro?

Começaremos este artigo com um alerta: “Não é recomendado travesseiros para bebês com menos de 2 anos, visto que eles podem se sufocar com facilidade”. [1] Na verdade, nem bebês mais velhos precisam de travesseiro. Os pais, geralmente, pensam que colocar um travesseiro para a criança vai garantir um conforto extra, quando, na verdade, a crian&cce... Leia o artigo »

30/12/2014

Posso dar chá para meu bebê dormir?

A chegada de um bebê é tão quente e rejuvenescedor quanto o primeiro dia do verão. Pais, avós e parentes se rendem à tamanha fofura e já lhe desejam um futuro feliz e brilhante. Apesar de todo o encanto, os primeiros anos de vida do bebê requerem cuidados especiais! Um dos problemas mais comuns é fazer com que o bebê durma bem, e s... Leia o artigo »

20/04/2014

Como fazer seu bebê dormir a noite inteira?

Existe um mucado de mamães que entram aqui no Blog do Dorminhoco pesquisando soluções para fazer o bebê dormir bem a noite inteira, um dos posts mais acessados sobre o assunto é o 'Posso dar chá para meu bebê dormir?'. No post esclarecemos o assunto com base em pesquisas e no final do post há vários comentários. Vale a pena a leit... Leia o artigo »

31/12/2016

Compartilhe

Preencha seus dados aqui e junte-se a 4837 pessoas e receba no seu email dicas para dormir melhor.

Sobre

Passamos em média 36% da nossa vida dormindo e sabemos que uma noite ruim de sono significa num dia não muito bom pela frente. Através da nossa loja e blog, nosso objetivo é ajudar você dormir melhor. Leia um pouco sobre nossa história.