'Uma boa risada e um longo sono são as melhores curas no livro do médico.' Provérbio Irlandês

3 Dicas para se concentrar melhor

27 de Março de 2015 | Atualização: Setembro/2018

Sempre falamos aqui no blog que dormir bem é uma das principais coisas que você deve fazer para estudar, trabalhar e se concentrar melhor.

Mesmo tendo uma boa noite de sono, nem sempre é possível obter um nível de concentração desejado… Às vezes é uma obra no vizinho, cachorro latindo o dia todo, música alta em algum lugar, entre outros fatores que atrapalham suas tarefas que exigem concentração.

Pensando nisso, resolvemos criar esse post com 3 dicas que você pode usar para se concentrar melhor nas suas tarefas. 

1 - Protetores auriculares

Todas as vezes que falamos sobre protetores auriculares (ou tampão de ouvido, se preferir) foi com a intenção de ajudá-lo a dormir melhor, mas eles também podem ser usados de dia para diminuir barulhos e ruídos exteriores que atrapalham sua concentração.

Infelizmente, os modelos vendidos no Brasil não chegam a um bom nível de qualidade. Por isso, na nossa loja virtual importamos e vendemos os melhores protetores auriculares vendidos nos USA.

2 - Ruído branco

O ruído branco (entre outros similares), além de ajudar a mascarar barulhos externos para garantir um sono melhor, também podem ser usados na tentativa de se concentrar melhor. Diversos tipos de recursos para gerar ruído branco são explicados nesse post

3 - Música em repetição

É um método curioso visto recentemente no LifeHacker. Se você escuta música enquanto está trabalhando ou estudando, considere diminuir sua playlist para uma, duas ou três músicas para tentar se concentrar melhor. 

O engenheiro de software Joseph Mosby aprendeu esse truque através do criador do WordPress Matt Mullenweg que escuta apenas uma música em repetição para entrar no ritmo de trabalho. Mosby descobriu que uma playlist de apenas três músicas em repetição ajuda ele a entrar no ritmo de trabalho de forma muito mais rápida.

A psicológa Elizabeth Hellmuth Margulis também fala sobre isso no seu livro: “Em repetição: Como a música trabalha na mente”.

Comentários