'Mentes cansadas não planejam bem. Durma primeiro, planeje depois.' Dalai Lama

Os benefícios de suplementar ômega 3

A natureza é uma fonte inesgotável de proteínas. Uma delas é o ômega 3, que pode ser consumido em forma de capsula (suplemento) ou por meio de alimentos. O ômega 3 oferece benefícios imperdíveis. Que tal conhecê-los melhor neste artigo? Aqui, também apresentaremos sua definição e outras informações esclarecedoras.

Boa leitura!

1 - O que é o ômega 3?

O ômega 3 é considerado uma gordura saudável, que não é produzida pelo corpo humano. Existe três espécies de ômega 3:

  • alfa-Linolênico (ALA)
  • Ácido eicosapentaenoico (EPA)
  • Ácido docosa-hexaenoico (DHA)

O ácido EPA e DHA são importantíssimos. É possível encontrá-los em determinados peixes. Já o ácido ALA está mais presente em fontes vegetais, a mencionar, como exemplo, sementes (a linhaça é uma delas). Há outros alimentos. Vejamos!

2 – Alimentos que contêm ômega 3

  • Sardinha
  • Salmão
  • Atum
  • Óleo de fígado de bacalhau
  • Arenque
  • Ostras
  • Anchova
  • Caviar
  • Sementes de linhaça
  • Sementes de chia
  • Nozes
  • Soja
  • Espinafre
  • Couve-de-bruxelas
  • Morango

3 - Benefícios

Neste tópico, convidamos você para conhecer, com maiores detalhes, 18 benefícios oferecidos pelo ômega 3. Ele, armazenado em capsulas ou encontrado em alimentos, proporciona benefícios e atua contra distúrbios. Saiba quais:

3.1 - Depressão e ansiedade

Depressão e ansiedade são doenças comuns em pleno século 21. Felizmente, pesquisas [1] afirmam que pessoas que consomem regularmente ômega 3 possuem menor probabilidade de ficarem deprimidas. Afirma-se, também, que pessoas ansiosas ou depressivas diminuem os sintomas destas doenças quando começam a tomar suplementos com ômega 3.

Dentre os três ácidos graxos mencionados anteriormente, o EPA parece desenvolver maior papel contra a depressão. Aliás, este ácido pode agir tal qual um antidepressivo convencional.

3.2 - Degeneração macular

Consumir pouco DHA coloca em risco a saúde dos olhos. O DHA é um componente que tonifica a saúde da retina ocular e, assim, combate a degeneração macular: uma das doenças que mais tem gerado perda de visão no mundo!

3.3 - Auxilia o desenvolvimento de bebês

O ômega 3 é recomendável às mulheres grávidas, pois contribui para o desenvolvimento do feto, fortalecendo seu cérebro ao ampliar sua capacidade cognitiva. Constatou-se que o DHA representa 40% dos ácidos graxos poliinsaturados no cérebro e, nas retinas, representa 60%. Assim, concluímos que os bebês alimentados com DHA têm uma saúde ocular melhor. Mas os benefícios não param por aí...

Consumir ômega 3 durante a gravidez proporcionará ao seu filho os referidos benefícios:

  • Mais inteligência
  • Melhor desenvoltura para comunicar-se e ótimas habilidades sociais
  • Menos problemas comportamentais
  • Menos riscos de haver atrasos em seu desenvolvimento
  • Menos chance de desenvolver TDAH, autismo e paralisia cerebral

3.4 - Doenças cardíacas

Há décadas pesquisadores [1] vêm constatando que grupos que consomem mais peixe possuem uma taxa menor de doenças. A razão para isto já podemos imaginar: o ômega 3 encontrado na carne de certos animais aquáticos.

À medida que consumimos ômega 3, o coração é um órgão beneficiado das seguintes maneiras:

  • Menos triglicerídeo: consumir ômega 3 reduz significativamente o nível de triglicerídeo, entre 15% a 30 %.
  • Pressão arterial alta: se você sofre de pressão arterial alta, o ômega 3 é um suplemento recomendável, pois ele reduz o nível da pressão arterial.
  • Mais colesterol HDL: há maior nível de HDL, conhecido como um colesterol que faz bem à saúde.
  • Menos colesterol LDL: há, em algumas pessoas, a diminuição de LDL, um colesterol prejudicial.
  • Menos coágulos sanguíneos: isto é, a atuação do ômega 3 faz com que plaquetas sanguíneas não se agrupem, evitando a formação de coágulos perigosos.
  • Artérias mais flexíveis: pode ser uma forma de cuidar das artérias, mantendo-as suaves e sem danos, livre de qualquer chance de endurecimento.
  • Menos inflamação: não há a liberação de determinadas substâncias que, por sua vez, são liberadas em consequência de uma reação inflamatória.

Atenção! Não há provas de que o ômega 3 possa evitar ataques cardíacos nem doenças ou derrame cerebrais. Ainda que você esteja consumindo o ômega 3 em forma de suplemento, não deixe de ir ao médico. O acompanhamento de um profissional da saúde é indispensável! Lembre-se disto.

3.5 - TDHA em crianças

Diversos estudos apontaram que crianças que possuem TDHA (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade) têm menor quantidade de ômega 3 na corrente sanguínea em comparação a outras crianças. Outros estudos comprovam que este ácido graxo reduz os sintomas do TDHA.

Mais: dar ômega 3 ao seu filho pode livrá-lo da falta de atenção e melhorar seu desempenho quanto à realização de tarefas, diminuindo sua hiperatividade, impulsividade, inquietação e reações agressivas.

3.6 - Síndrome Metabólica

Em primeiro lugar, a síndrome metabólica é um conjunto de más condições que, consequentemente, pode aumentar o risco de doenças cardíacas, acidente vascular cerebral e diabetes. Analisando outras características que têm a ver com a síndrome metabólica, constatamos: gordura abdominal, pressão arterial alta, resistência à insulina, triglicerídeo alto e baixo nível de HDL (“colesterol bom”).

Consumir ômega 3 é uma ótima opção contra a síndrome metabólica, combatendo os malefícios mencionados no parágrafo anterior.

3.7 - Inflamação

A inflamação, ocasionada por infecções e danos ao corpo, às vezes persiste por muito tempo. Daí, pode-se defini-la como inflamação crônica. Ter uma inflamação duradoura aumenta o risco de desenvolver novas doenças, como câncer ou enfermidades que afetam o coração.

Consumir ômega 3 pode reduzir a produção de moléculas e substâncias danosas relacionadas à inflamação, a tirar, como exemplo, eicosanoides inflamatórios e citocinas.

3.8 - Doenças autoimunes

Para entender melhor: durante as doenças autoimunes, o sistema imunológico confunde células saudáveis com células estranhas, e então ele as ataca.

O ômega 3 serve de tratamento às pessoas que têm um sistema imunológico problemático. Portanto, consumir ômega 3 durante a infância reduz os riscos de haver diversas doenças autoimunes no organismo, como a diabetes tipo 1 e a esclerose múltipla, por exemplo. Outras enfermidades que podem ser combatidas pelo ômega 3: lúpus, artrite reumatoide, colite ulcerativa, doença de Crohn e psoríase.

3.9 - Transtornos mentais

Constatou-se que pessoas com problemas psiquiátricos têm menor nível de ômega 3 no organismo. No mais, os suplementos que contêm ômega 3 podem reduzir as mudanças de humor e recaídas tidas por pessoas esquizofrênicas e bipolares. Os ácidos graxos, que representam a referida gordura saudável, podem atuar como um calmante natural.

3.10 - Doença de Alzheimer

O ômega 3 fortalece a saúde cerebral, protegendo-a dos males causados pelo envelhecimento, e um deles é a doença de Alzheimer e outras debilidades. Estudos [1] comprovaram: pessoas que comem mais certos peixes tendem a ter mais matéria cinzenta no sistema nervoso central. Este tecido processa informações, armazena lembranças e lida com emoções.

3.11 - Câncer

Os ácidos graxos ômega 3 são capazes de reduzir o risco de certos tipos de câncer. Pesquisas [1] mostram que pessoas que ingerem estes ácidos têm 55% menos risco de câncer de cólon. Também pode reduzir as chances de câncer de próstata em homens e de mama em mulheres. Porém, nem todos os estudos mostram o mesmo resultado.

3.12 - Asma em crianças

O ômega 3 é capaz de reduzir os sintomas da asma em crianças, adolescentes e adultos jovens, apesar de a taxa de pessoas com asma ter aumentado no Estados Unidos desde a últimas décadas até então.

3.13 - Gordura no fígado

A suplementação com ácidos graxos ômega 3 reduz, de modo significativo, a gordura hepática e a inflamação em pessoas com DHGNA (Doença Hepática Gordurosa não Alcoólica).

3.14 - Osteoporose e artrite

Consumir ômega 3 possibilita fortalecer a resistência óssea, pois aumenta a quantidade de cálcio nos ossos e, portanto, reduz o risco de osteoporose. Você sofre de artrite? Tomar suplementos de ômega 3 reduz o nível de dor nas articulações.

3.15 - Dor menstrual

As dores causadas pela menstruação diminuem a qualidade de vida da mulher. O ômega 3 faz com que este tipo de dor seja mais leve. Segundo fontes de estudo [1], os ácidos graxos ômega 3 podem ser mais efetivos que o ipuprofeno.

3.16 - Falta de sono

Dormir bem é um dos benefícios proporcionados por este suplemento.

No mais, como sempre buscamos ressaltar em nosso site, dormir pouco facilita o aparecimento de diversas doenças, como a diabetes, depressão e obesidade. A falta de ômega 3 no organismo prejudica o sono de crianças e gera apneia obstrutiva do sono em adultos.

DHA, em baixa quantidade, significa baixo nível de melatonina: hormônio que estimula o sono.

Ao ingerir suplementos de ômega 3, você aumentará a qualidade e a duração do sono.

3.17 - Distúrbios dermatológicos

Em outras palavras, o ômega 3 contribui para a saúde da pele, dando mais vida às membranas celulares. Ter membranas saudáveis reflete uma pele suave, húmida, flexível e sem rugas. Que tal rejuvenescê-la com ômega 3?O EPA (ácido eicosapentaenoico) beneficia a pele das seguintes formas:

  • Estimula a produção de óleos que mantêm sua pele hidratada
  • Previne a hiperqueratose dos folículos.
  • Reduz o envelhecimento precoce
  • Diminui as chances de acne

O ômega 3 protege sua pele dos danos gerados pela luz solar. Contudo, O EPA ajuda a bloquear a liberação de substâncias que eliminam o colágeno da pele após haver exposição à luz solar.

3.18 -Desempenho esportivo

Trata-se de um benefício pouco conhecido. O ômega 3 melhora o desempenho de atletas que fazem atividades aeróbicas. Esta gordura saudável melhora a capacidade das células do corpo, a ponto de absorverem melhor as moléculas de oxigênio.

4 - Considerações finais

Se você não come carne, saiba que pessoas vegetarianas podem, sim, consumir o ômega 3 através de fonte vegetal. Caso você opte pelo ômega 3 em capsulas (suplemento), leia atentamente as informações do rótulo antes do consumo. Em caso de dúvidas, consulte seu médico ou busque o auxílio de profissional especializado.

Referência bibliográfica:
[1] https://www.healthline.com/nutrition/17-health-benefits-of-omega-3
[2] https://www.youtube.com/watch?v=CWDHBOvc_jU
[3] https://www.healthline.com/nutrition/12-omega-3-rich-foods#section14
[4]https://www.webmd.com/hypertension-high-blood-pressure/guide/omega-3-fish-oil-supplements-for-high-blood-pressure

Postado em Suplementos e Alimentação no dia 15 de Novembro de 2018

Comentários

Leia também...

5 Suplementos que ajudam no sono

Você anda dormindo mal? Tem insônia? Talvez a causa disso seja estresse, ansiedade, muita cafeína, pouco ou nenhum exercício físico, muito trabalho à noite ou até mesmo assistir TV demais antes de ir deitar-se. Enfim, os motivos podem ser vários! Se você não consegue mudar seu estilo de vida para ter um sono e uma qualidade de... Leia o artigo »

29/12/2014

O que é Inositol e como a substância ajuda no sono

Considerando a quantidade de suplementos naturais e não naturais de qualidade e alta tecnologia que temos hoje em dia, usar remédios para dormir deveria ser bem menos comum. Temos a melatonina, l-teanina, 5-HTP, GABA, ervas concentradas em alta quantidade como camomila, melissa e hoje vamos falar sobre o inositol (myo-inositol), um suplemento que também pode ser usado para aju... Leia o artigo »

15/09/2016

O que é l-teanina e como essa substância ajuda no sono

Assim como cada pessoa de adapta a diferentes tipos de protetores auriculares para dormir, cada tipo de pessoa que escolhe tomar suplementos naturais para dormir em vez de remédios, tem preferências diferentes por necessidades diferentes e pelo efeito que a substância provoca no organismo. Enquanto a melatonina é o suplemento natural mais popular para dormir conhecid... Leia o artigo »

25/02/2016