'A pior coisa é tentar dormir e não conseguir.' F. Scott Fitzgerald

O alcoolismo pode agravar a insônia

Capa post - O alcoolismo pode agravar a insônia

Texto: Postado em Estudos por Caio Cesar no dia 24 de Abril de 2019 e última atualização dia 13 de Maio de 2019 .

Estudos revelam que consumir bebidas alcoólicas põe em risco a qualidade do sono. Temos, aqui, uma conclusão constatada a partir de 135 estudos [1], todos ligados a quatro bases internacionais de dados - Pubmed, Medine, Embase e Google Scholar. São pesquisas realizadas com homens e mulheres falantes da língua inglesa.

Assim, tais estudos analisaram, de maneira direta, as relações entre o consumo / transtornos alcoólicos e as queixas ou os problemas relacionados ao sono. Ao averiguar diversos estudos sobre o tema, atribuiu-se maior preferência aos que possuem grande dimensão ou usaram métodos mais rigorosos de pesquisa.

Pode-se afirmar que pessoas com dependência alcoólica são, frequentemente, afetadas por transtornos relacionados ao sono, como insônia, ritmos circadianos irregulares, má respiração, parassonia, sonambulismo, pesadelos, paralisia do sono e alterações durante a fase REM do sono. No mais, analisando problemas para dormir em um contexto que envolve o alcoolismo, a ciência afirma haver, sim, esperança de cura através de certos tratamentos.

Referência bibliográfica:
[1] https://www.sciencedaily.com/releases/2016/10/161006092315.htm

Comentários

Leia também...

O alcoolismo pode agravar a insônia

Estudos revelam que consumir bebidas alcoólicas põe em risco a qualidade do sono. Temos, aqui, uma conclusão constatada a partir de 135 estudos [1], todos ligados a quatro bases internacionais de dados - Pubmed, Medine, Embase e Google Scholar. São pesquisas realizadas com homens e mulheres falantes da língua inglesa. Assim, tais estudos analisaram, de ... Leia o artigo »

24/04/2019

Genes que regulam o quanto sonhamos

O sono é um comportamento universal e extremamente vital para os animais. Em vertebrados superiores, como mamíferos e aves, o sono é classificado em duas fases: sono de movimento rápido dos olhos (REM, no qual ocorre os sonhos) e sono não REM. Durante o sono REM, nosso cérebro é tão ativo quanto quando estamos acordados, ao passo que acredita... Leia o artigo »

05/09/2018

Mulheres com hábitos diurnos têm menos depressão

Uma experiência científica feita com mais de 32.000 enfermeiras, publicada no Journal of Psychiatric Research, tornou-se a maior e mais detalhada experiência observacional já promovida até agora. Tal pesquisa teve, como objetivo, explorar a ligação entre o cronotipo das mulheres e os transtornos de humor. Apesar de levar em consideraç... Leia o artigo »

10/08/2018

Cientistas encontram possível ligação entre AOS e doenças cardiovasculares

Na Universidade da Califórnia (UC) de San Diego, uma equipe de pesquisa descobriu uma possível ligação entre apneia do sono e doenças cardiovasculares.  O estudo promovido afirma que 12% da população adulta dos EUA tem AOS. Por consequência deste quadro, o corpo é exposto a condições de baixa oxigenação ... Leia o artigo »

10/08/2018

Por que dormimos mal na primeira noite em um novo lugar?

A chamada FNE (Fisrt Night Effect), em tradução livre seria “efeitos da primeira noite de sono”, faz parte da vida dos seres humanos desde o tempo das cavernas. Contudo, a ciência por trás desse comportamento permaneceu um mistério durante muito tempo. O FNE é tão comum que os especialistas do sono sempre descartam os dados colhidos na pr... Leia o artigo »

18/09/2018