'Dormir não é perder tempo.' Mike Wilson

Como o alto consumo de açúcar afeta o sono?

O alto consumo de açúcar tem se tornado um fato comum na vida de muitos brasileiros. Encontra-se, em quase todas as dispensas, pacotes de biscoito recheado ou engradados de refrigerante. Outros vestígios até passam despercebidos, como balinhas açucaradas no porta-luvas do carro, além daquele famoso chocolate, sempre guardado a sete chaves. Como resistir à tamanha tentação?

Sabe-se perfeitamente que consumir alimentos ricos em açúcar afeta a saúde. Porém, incluindo a aparição de doenças graves, como isto pode influenciar o sono? Ficou curioso? Então, você veio ao lugar certo! Neste artigo, abordaremos a relação sono X consumo de açúcar, sem deixar de lado detalhes e conselhos imperdíveis.

Boa leitura!

1 - O açúcar diminui a qualidade do sono

Afinal, por que isto acontece? Infelizmente, são poucas as pesquisas que exploraram o motivo pelo qual este fenômeno negativo ocorre. Um estudo [1], realizado em 2016, comprovou que o sono e o açúcar geram uma péssima combinação.

Ainda sobre o estudo citado acima: cientistas de várias universidades nova-iorquinas contaram com a participação de 26 adultos saudáveis, cujo tempo de sono foi analisado. Estes participantes também se alimentaram de duas maneiras, ou seja, com uma dieta restringida e outra não-restringida. Quando os referidos participantes se alimentavam de maneira desregrada, eles consumiam mais açúcar e gorduras saturadas. Em contrapartida, a quantidade de fibras era menor.

Conclusão: constatou-se que os participantes com uma alimentação não-restringida levavam mais tempo para adormecer e, em geral, demostravam uma qualidade de sono mais baixa,
onde o sono será menos profundo e se despertará com mais frequência durante a noite. Consumir açúcar prejudicará seu sono, fazendo com que você se sinta mais cansado na manhã seguinte.

2 - Por que o açúcar aumenta o cansaço?

Acredita-se, de modo equivocado, que o açúcar é capaz de nos manter mais acordados, aumentando nosso nível de energia. Na realidade, consumir açúcar gera em nosso organismo o efeito oposto.

Pesquisadores [1] provaram que o alto nível de glicose diminui os estímulos gerados por um neurotransmissor chamado hipocretina, responsável por regular o nível de excitação, apetite e vigília. Logo, quanto menor o nível de hipocretina em nosso organismo, sentimos mais cansaço e fome. Percebe-se claramente como o açúcar pode atrapalhar uma dieta. Consumir açúcar limita o efeito benéfico das proteínas após ingeri-las.

Deve-se lembrar que o açúcar não serve para substituir outras fontes naturais de energia!

3 - Pouco sono e o consumo de açúcar

Dormir mal aumenta o desejo de consumir mais açúcar. Se há alto consumo de açúcar, dorme-se pouco e, consequentemente, a vontade de comer coisas nada saudáveis aumenta. Digamos se tratar de um ciclo vicioso.

Pesquisadores da universidade de King’s College London contaram com a participação de 42 estudantes; cada um recebeu um plano pessoal de “duração do sono”, a fim de melhorar seus hábitos relacionados ao sono. Assim, aqueles que participaram dos estudos obtiveram um sono duradouro e melhor.

O mesmo estudo comprovou que dormir bem diminui o desejo de consumir mais açúcar, diminuindo o surgimento de doenças como a obesidade ou a própria diabetes. A metodologia utilizada no referido experimento é recomendável a quem deseja uma vida mais saudável, onde o sono será beneficiado.

4 - Açúcar X Sono: Conselhos

Em princípio, aconselhamos adotar uma alimentação saudável, rica em fibras e proteínas. Isto manterá seu nível de açúcar equilibrado na corrente sanguínea, afastando o cansaço, motivo que nos faz cochilar tantas vezes após o almoço. O tradicional cochilo à tarde aumenta nossas chances de insônia após deitar-nos na cama à noite.

Aconselhamos evitar o consumo de açúcar refinado, presente em sucos industrializado refrigerantes, frutas enlatadas, cereais matinais e em inúmeras sobremesas. Não fica de fora desta lista carboidratos simples (pão branco, arroz branco e massas italianas). Substitua-os por carboidratos complexos (exemplo: grãos integrais).

Seguir uma dieta com baixo teor de açúcar é recomendável. Incluí-lo em sua alimentação, consumindo-o frequentemente, pode gerar diversos malefícios (gordura no fígado, trombose, cárie dentária, prisão de ventre etc.). Em caso de dúvidas, consulte o profissional responsável pela sua saúde (dê preferência a um nutricionista).

Referência bibliográfica:
[1] https://www.saatvamattress.com/blog/sugar-affects-sleep/
[2] https://www.sleep.org/articles/sugar-impacts-sleep/
[3] https://www.tuasaude.com/acucar-faz-mal/

Postado em Diversos e Curiosidades no dia 15 de Novembro de 2018 e última atualização dia 30 de Novembro de 2018

Comentários

Leia também...

Posições para dormir: descubra os prós e contras de cada uma

Não é novidade que uma boa noite de sono é capaz de fazer milagres, certo? Mas você sabia que a posição do corpo sobre a cama também influencia na qualidade do sono e pode tanto aliviar quanto intensificar dores e outros problemas de saúde? Durante uma noite, um adulto muda mais de dez vezes de posição. Porém, apesar deste... Leia o artigo »

19/05/2017

Hackeando seu sono entendendo os ciclos do sono e o ritmo circadiano

"Todos devemos dormir pelo menos 8 horas por noite." Eu sei, todos já escutamos isso umas dezenas de vezes... Uma regra simples para um hábito difícil de seguir. Dormir bem é muito mais que dormir as 8 horas por noite tanto recomendadas por especialistas. Na verdade, essas 8 horas por noite é uma média por adulto, já que um adulto saudável po... Leia o artigo »

08/03/2017

7 Perguntas sobre o sono respondidas

Resolvemos fazer esse post com algumas das perguntas mais comuns e também com alguns mitos sobre o sono. As perguntas abaixo são excelentes dicas para dormir melhor. Segue a lista: P: Se eu acordar durante a noite e não conseguir voltar a dormir, significa que não preciso dormir as horas recomendadas? R: Se você acordar durante a noite e tiver dificuldades pa... Leia o artigo »

23/02/2015