'Pessoas que roncam sempre dormem primeiro :(' Triste Verdade

Por que acordo com muita fome?

Capa post - Por que acordo com muita fome?

Texto: Postado em Curiosidades por Caio Cesar no dia 24 de Maio de 2019 .

A fome é um impulso natural. Ela combina com um belo e nutritivo café da manhã, refeição indispensável para um dia cheio de energia! O problema é quando o apetite – fera indomável! – passa a interromper as noites de sono.

Por que algumas pessoas sentem tanta fome a ponto de perderem o sono? Nesse artigo, exploraremos esta questão, mencionando seus possíveis motivos e apresentando outras informações que possam orientar nossos leitores.

Boa leitura!

1 - Por que acordo com muita fome?

Nosso organismo costuma funcionar como um “reloginho”. Com pontualidade, ele nos sinaliza a necessidade de alimentação e descanso. Mas a maioria das pessoas são surpreendidas por uma fome incrível em plena madrugada ou na manhã seguinte.

Trata-se de uma reação fisiológica comum? Não.

Pode haver diversos motivos por trás disso. Despertar sentindo apetite em excesso pode estar ligado a um determinado estilo de vida, ou ao consumo de medicamentos, ou à presença de alguma doença séria.

2 - O que fazer ao me levantar com muita fome?

Se você costuma levantar-se de madrugada ou de manhã com muita fome, é bem provável que seu corpo, durante as refeições, não esteja recebendo o suficiente.

Recomendamos que faça, por exemplo, pequenas mudanças em sua alimentação ou nos horários em que você está acostumado a comer.

Fique atento aos próximos parágrafos, pois mencionaremos supostas causas e consideráveis sugestões que podem solucionar este problema – adiante!

3 - Possíveis causas

3.1 - Comer muito antes de deitar-se

Ingerir certos alimentos, em especial aqueles que são ricos em amido e açúcar, não é um hábito recomendável antes de ocupar a cama, uma vez que isso possa aumentar a quantidade de açúcar no sangue.

Mas as consequências não param aqui. Logo, o pâncreas libera um hormônio chamado insulina e, em seguida, as células absorvem o açúcar. Os níveis de açúcar sofrem uma drástica diminuição, o que gera fome.

Sempre é recomendável uma refeição leve à noite. Aliás, está disponível em nossa loja um artigo sobre o que comer antes de dormir. Confira!

3.2 - Falta de sono

Noites em claro podem prejudicar os níveis de açúcar no sangue. Dormir pouco está associado a altos níveis de Grelina, conhecida como “hormônio da fome”.

Dica: busque dormir entre 6 - 8 horas por noite para evitar esse problema.

3.3 - Tensão pré-menstrual (TPM)

Sabe-se que a TPM é uma reação fisiológica acarretada por mudanças hormonais. Assim, entre outros sintomas, notamos o desejo de consumir alimentos açucarados. Também é notável uma mudança relacionada ao apetite, tirando o sono de muitas mulheres.

3.4 - Medicamentos

Todos sabem que alguns medicamentos podem estimular o apetite. Dentre eles, há:

  • Antidepressivos
  • Esteroides
  • Remédios para enxaqueca
  • Antistaminicos
  • Remédios para diabetes
  • Antipsicóticos
  • Anticonvulsivos

3.5 - Estresse

O estresse ativa a reação chamada “lutar ou fugir”. Isso faz com que o açúcar seja liberado na corrente sanguínea a fim de produzir mais energia. Sem demora, surge o desejo de consumir mais alimentos.

Dica: Praticar ioga, meditação e trabalhar a respiração é uma excelente maneira de diminuir os níveis de estresse. Segundo fontes de informação [1], isso também pode melhorar a ingestão de açúcar após a refeição.

3.6 - Sede

Às vezes confundimos sede com fome. A desidratação nos torna menos dispostos e, assim, cremos na necessidade de comer algo.

Dica: se você costuma despertar com muita fome ou desejo de comer certos alimentos, beba um copo grande de água após levantar-se. Espere alguns minutos para ver se o desejo desaparecerá. Hidratar-se é uma opção válida para diminuir o apetite.

3.7 - Atividades físicas

Aqui, nos referimos às atividades físicas praticadas à noite e com intensidade. Elas diminuem significativamente as taxas de açúcar no sangue. Por fim, seu corpo reclamará alimento durante a madrugada.

3.8 - Síndrome da Fome Noturna (SFN)

Pode-se dizer que esta síndrome está associada a quatro sintomas: falta de apetite de manhã; fome em excesso à noite; dificuldades para dormir; menor quantidade de leptina: supressor natural responsável pela diminuição do apetite.

Ainda não se sabe com exatidão a verdadeira causa desta síndrome. Porém, estudiosos [1] apostam na possibilidade de esta síndrome estar relacionada aos baixos níveis de melatonina durante a noite.

Ainda não existe um tratamento específico para curar a Síndrome da Fome Noturna. Entretanto, consumir antidepressivos pode amenizá-la.

3.9 - Gravidez

Diversas mulheres confessam sentir mais fome durante a gravidez. Digamos não se tratar de um sinal preocupante. Mas, durante a gestação, é necessário consumir alimentos leves e saudáveis, principalmente à noite para não haver ganho de peso.

Atenção! Sentir muita fome à noite pode ser um sintoma do diabetes gestacional, caracterizado por um aumento de açúcar nos níveis sanguíneos.

3.10 - Outras causas

Algumas condições afetam bastante nosso apetite, como o diabetes, a obesidade e o hipertireoidismo.

4 - Como combater o apetite excessivo?

Primeiro passo (fundamental): ter uma dieta equilibrada. Ela pode melhorar sua saúde e elevar seus níveis de energia – ponto positivo!

Busque comer mais frutas e verduras. Por outro lado, reduza a ingestão de açúcar, sal, cafeína e álcool.

Evite consumir refeições pesadas antes de deitar-se. Fazer um lanche rápido e saudável é uma boa opção antes de dormir se você jantou cedo, por exemplo. Nesse caso, aplicamos um único objetivo: dar estabilidade aos níveis de açúcar no sangue.

Se você tem sobrepeso ou obesidade, busque perder peso. É um fator que diminuirá seus níveis de açúcar no sangue e regulará seu apetite.

5 - Quando devo visitar um médico?

Procure um médico se os conselhos citados acima não diminuíram seu apetite. Caso você, após uma série de exames, seja diagnosticado com diabetes, é bem provável que haja um plano de tratamento para lhe ajudar a controlar tal afecção.

Tratando-se de fome em excesso por conta de algum medicamento, não deixe de tomá-lo sem antes consultar o profissional responsável pela sua saúde. Ele poderá mudar o medicamento ou receitar doses menores.

Referência bibliográfica:
[1] https://www.healthline.com/health/waking-up-hungry#summary

Comentários

Leia também...

Maconha ajuda a dormir?

“Eu sempre encontro pacientes que relatam o uso frequente de maconha para dormir”, diz John Cline, psicólogo clínico. Muitos juram que a maconha ajuda a relaxar e a dormir. Nos EUA, clínicas de saúde mental estão cientes que diversos de seus pacientes usam cannabis para dormir, e também parece que pacientes com insônia também ... Leia o artigo »

17/02/2014

Contar carneirinhos ajuda a dormir?

Quem nunca contou carneirinhos? À primeira vista, parece ser uma solução prática e infalível contra a insônia, além de carregar uma certa dose de fantasia. Nesse artigo, questionaremos a eficácia desse hábito centenário, que parece auxiliar quem, desesperadamente, busca dormir bem. Seria isso possível? Descubra a resp... Leia o artigo »

27/12/2018

Quantas horas devemos dormir por dia?

Você se sente sonolento? Não para de bocejar? Talvez você não esteja dormindo o quanto deve, ou talvez você esteja dormindo demais. A quantidade de horas que devemos dormir por dia varia de acordo com a idade e também depende do seu estilo de vida e saúde. De qualquer forma, você pode considerar a quantidade de horas diárias recomendadas a... Leia o artigo »

27/01/2014

O que a acupuntura pode fazer pela qualidade do seu sono?

No mundo moderno, o tempo passa rápido, a vida é agitada e há pressão vindo de todos os lados para sermos bons profissionais, bons cidadãos, bons pais, e por ai vai. Pode até ser que no fim do dia conseguimos dar conta de executar tudo o que é demandado, mas quando chega o momento de deitar na cama a noite frequentemente sentimos que a qualidade do ... Leia o artigo »

30/05/2017

Protetores auriculares causam infecção no ouvido?

Protetores auriculares têm se tornado um item cobiçado em um mundo tão barulhento. Eles estão disponíveis em diversas cores, tamanhos, materiais... É certo que inúmeras pessoas o usam a fim de driblar sons que incomodam, mas elas se esquecem de um detalhe importantíssimo: a saúde auditiva. Aliás, como anda sua audiçã... Leia o artigo »

12/12/2018